Blitz educativa sobre abandono de animais é realizada em Sorocaba, SP

Blitz educativa sobre abandono de animais é realizada em Sorocaba, SP
Blitz educativa sobre abandono de animais é realizada em Sorocaba — Foto: Prefeitura de Sorocaba/Divulgação

A Prefeitura de Sorocaba (SP) realiza nesta quinta-feira (10), das 9h às 11h, uma blitz educativa da Campanha “Dezembro Verde”. O objetivo é sensibilizar as pessoas quanto à importância da guarda responsável de animais para que jamais abandonem seus bichos de estimação.

A ação, que contará com apoio de agentes de trânsito da Urbes, ocorrerá na Avenida 15 de Agosto, próximo ao Parque Porto das Águas.

Na ação educativa, a equipe da Seção de Proteção e Bem-Estar Animal vai abordar os motoristas para um bate-papo rápido sobre o tema e um adesivo será colocado nos automóveis, com a permissão dos condutores, com a frase “Diga não ao abandono!”.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), há mais de 30 milhões de animais abandonados no Brasil, entre cães e gatos. Em Sorocaba, 226 animais em situação de maus-tratos foram resgatados durante todo o ano de 2019 pela Seção de Proteção e Bem-Estar Animal. Já neste ano de 2020, de janeiro a novembro, foram 145 cães e gatos.
  
Vídeo: Blitz educativa sobre abandono de animais é realizada em Sorocaba.

Legislação
 
O abandono de animais é crime e quem descumprir a lei pode sofrer penalidades previstas na legislação. Segundo a lei municipal nº 9.551, de 4 de maio de 2011, que trata da proibição à prática de maus-tratos e crueldade contra animais em Sorocaba, nos casos de abandono de animal sadio ou doente é aplicada uma multa de R$ 3 mil por animal.

Denúncias de animais vítimas de maus-tratos devem ser feitas através dos canais da Central de Atendimento, telefone 156 e WhatsApp (15) 99129-2426, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. O Abrigo Municipal fica na Rua Rosa Maria de Oliveira, 345, no Jardim Zulmira. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (15) 3202-8006.

Fonte: G1


Nota do Olhar Animal: A ação já ocorreu, mas vale o registro.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.