Bogotá lança o site do primeiro observatório de proteção e bem-estar animal

Bogotá lança o site do primeiro observatório de proteção e bem-estar animal
Um veterinário brinca com um gato abrigado na Unidade de Cuidado Animal do Instituto Distrital de Proteção e Bem-Estar Animal, em Bogotá (Colômbia). EFE / Mauricio Dueñas Castañeda.

A plataforma conta com estudos sobre fauna e cultura cidadã para o bem-estar animal, além de indicadores, relatórios e políticas públicas de proteção.

Para a prefeitura de Bogotá, na Colômbia, a questão do cuidado dos animais tem sido uma prioridade. A formulação da política pública em 2014 e a criação do Instituto Distrital de Proteção e Bem-Estar Animal em 2016 é a prova disso.

Ao longo dos anos de trabalho, o instituto tem conseguido consolidar diversos serviços de atenção à fauna doméstica e silvestre, por meio de estratégias territoriais, além de criar e fortalecer a cultura cidadã, para melhorar as relações entre a população e os animais.

Agora, o Instituto coloca à disposição do público o portal web do Observatório de Proteção e Bem-Estar Animal, ferramenta de gestão do conhecimento, que coleta, organiza, interpreta e divulga informações úteis para a tomada de decisões em políticas públicas e para a construção do conhecimento sobre a situação do bem-estar animal na cidade de Bogotá.

Este observatório surgiu em 8 de novembro de 2019 sob a Resolução 3093 da Secretaria Distrital do Ambiente, e agora, com o lançamento do seu site, terá um sólido sistema de informação e uma estrutura organizada, para que os cidadãos possam consultar e encontrar todos os fatos e números relativos aos animais da capital.

Entre os principais objetivos do observatório, destaca-se o trabalho de estabelecer e atualizar indicadores que deem conta do andamento da Política Pública de Proteção e Bem-Estar Animal, elaborando relatórios estatísticos que forneçam dados para entender os desafios neste assunto, e divulgando os resultados por meio de infográficos, newsletters e outros recursos para a circulação de informações para manter os cidadãos atualizados.

O que pode ser consultado na página?

Ao entrar no site do Observatório de Proteção e Bem-Estar Animal, (web.observatoriopyba.co) você encontrará uma compilação de informações relacionadas a estudos sobre fauna e cultura cidadã sobre bem-estar animal, indicadores, relatórios institucionais e eventos relacionados a esses temas.

Também será possível navegar em um mapa virtual de Bogotá, que mostra informações detalhadas sobre a gestão do Instituto Distrital de Proteção e Bem-Estar Animal, IDPYBA em cada localidade, no que diz respeito ao cuidado de animais vulneráveis.

Mapa por localidades de trabalho distrital com animais. Crédito: Observatorio Distrital de Protección y Bienestar Animal

Nos indicadores da cidade, é possível consultar informações sobre a posse responsável de animais de companhia, convivência na vizinhança, tratamento de animais e animais em condições de rua.

Esta seção contém dados sobre esterilização de caninos e felinos, emergências veterinárias, atenção aos casos de abuso de animais, sistema de registro e identificação, manejo de animais sinantrópicos e proteção da fauna silvestre, entre outros.

Durante a pesquisa anterior ao lançamento do portal, 3.123 pessoas foram consultadas em Bogotá, para identificar fatores culturais associados ao bem-estar animal. Os resultados indicam que 91% dos cidadãos se consideram amigáveis ​​com os animais, porém, 29% não reconhecem os animais como seres sencientes, enquanto 30% afirmam que as áreas comuns dos complexos residenciais não são para a circulação de animais e 21%, em média, justificam o abandono de animais de companhia.

Tradução de Ana Carolina Figueiredo

Fonte: Infobae

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.