Bois escapam de frigorífico e causam tumulto nas ruas de Rio Preto, SP

Bois escapam de frigorífico e causam tumulto nas ruas de Rio Preto, SP

Animais percorreram diversas ruas e avenidas da cidade. Criança de 6 anos foi socorrida depois de ser atingida por um dos animais.

SP SJRioPreto bois soltos

Vários bois e vacas fugiram de um frigorífico no Parque Industrial, em São José do Rio Preto (SP), nesta quinta-feira (15) e causaram tumulto pelas ruas. Alguns deles conseguiram chegar até a região central da cidade, prejudicando o trânsito. 

SP SJRioPreto bois soltos2

De acordo com o Corpo de Bombeiros, uma criança de seis anos foi atingida por um dos animais e sofreu escoriações no corpo. Ela foi encaminhada para o Hospital da Criança, onde vai passar por exames.

Cinco equipes dos bombeiros foram acionadas para capturar os animais. Foi necessário usar cordas na tentativa de laçar os animais, que fugiram por diversas ruas dos bairros Boa Vista, Parque industrial, Centro e Jardim Redentora.

Alguns deles chegaram até a avenida Bady Bassitt, uma das mais movimentadas da cidade.

Funcionários do frigorífico e da Prefeitura de Rio Preto auxiliaram nos resgates. Alguns animais invadiram estabelecimentos, dificultando a captura. Um deles chegou a entrar em um estacionamento.

A equipe do G1 entrou em contato com o frigorífico, mas nenhum responsável foi encontrado para comentar o caso até a publicação desta reportagem.

Outro caso

Em maio de 2011, uma situação parecida aconteceu em Rio Preto. Um caminhão carregado com bois tombou na Rodovia Assis Chateaubriand, que liga a cidade a Guapiaçu. Vários animais ficaram soltos na pista. Um deles correu pela estrada, entrou na área urbana de São José do Rio Preto e invadiu uma loja de roupas.

Depois do acidente, alguns animais foram atropelados e um grande congestionamento se formou na rodovia. O motorista do caminhão foi retirado das ferragens e encaminhado ao Hospital de Base de Rio Preto, mas morreu.

SP SJRioPreto bois soltos3

Fonte: G1 

Nota do Olhar Animal: Os animais sabem o que está para lhes acontecer. Documentários registram este fato de forma inequívoca. Fugiram possivelmente pelo desespero. 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.