Boto é flagrado preso por anzol nos Molhes da Barra, em Laguna, SC

Boto é flagrado preso por anzol nos Molhes da Barra, em Laguna, SC
Boto ficou preso no anzol — Foto: Cida Hoffmann/ Reprodução NSC

Uma força-tarefa formada órgãos ambientais de Laguna, no Sul catarinense, foi criada para fazer buscas por um boto-pescador, que foi flagrado preso por um anzol arrastando um cordão nas mediações do canal dos Molhes da Barra. A previsão é de que os trabalhos comecem a partir da manhã de terça-feira (14).

Vídeo: Boto é flagrado preso por anzol em praia de Laguna.

Entre os órgãos envolvidos estão representantes do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), Polícia Militar Ambiental, ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) e Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos. A ideia é tentar encontrar o animal e fazer o registro em fotos.

Segundo o pesquisador Pedro Castilho, do Projeto de Monitoramento de Praias, a solução é considerada delicada e as imagens vão servir como informação para nortear o trabalho e analisar as condições de saúde do animal.

Ainda de acordo com o pesquisador, inicialmente a captura do bicho para a retirada do apetrecho de pesca da nadadeira dorsal está descartada. Enquanto os órgãos ambientais procuram uma intervenção segura, um veterinário acompanha o animal.

No início do mês, outro boto-pescador apareceu com um saco de lixo preso na nadadeira dorsal na região.

Boto flagrado arrastando uma corda no Molhes da Barra, em Laguna. — Foto: Cida Hoffmann/ Reprodução NSC

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.