HOLANDA burros despedida 01

Burros se juntam para se despedir do amigo que morreu

Por Stephen Messenger / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Bram o burro passou a maioria da sua vida sozinho e negligenciado, mas há uma certa beleza em saber que ele passou seus dias finais cercado de muitos que o amavam profundamente.

Como ele nunca tinha vivido dentro de um estábulo, o burro idoso estava em uma pobre condição de saúde quando ele finalmente foi resgatado de seu antigo tutor e enviado para viver no Donkey Farm Foundation, um santuário na Holanda. Lá, ele logo formou um laço com outros animais como ele, talvez pela primeira vez em sua vida.

HOLANDA burros despedida 02

“Bram viveu conosco por um ano e meio e nós cuidamos dele. Demos a ele toda a medicação que ele precisava e muito amor”, a fundadora do santuário Jacqueline van den Berg disse ao The Dodo. “Mas chegou o dia que ele não conseguia mais deitar por causa dos seus pulmões”.

Esse foi o dia que ele morreu.

Depois disso, uma cena tocante ocorreu conforme todos os amigos de Bram se juntaram ao redor dele para dizerem seu último adeus.

“Bram é parte da sua manada e eles o respeitam”, disse van den Berg. “O líder da manada, o burro branco e negro, o morde. Não porque ele esteja bravo, mas porque ele quer que Bram levante. Os burros estão sofrendo profundamente”.

Tal demonstração de sensibilidade pode surpreender aqueles que consideram os burros como criaturas simples ou inferiores, mas como todos os animais, eles também possuem uma profundidade emocional que desafia todos os estereótipos.

“Toda vez eu vejo a mesma reação da manada quando um burro morre. É um luto real por um amigo próximo. Você pode ouvi-los chorar. Não é o mesmo som de um zurro”, van den Berg disse. “Burros fazem amigos pela vida interira, e eles podem até mesmo morrer por causa da dor do luto”.

HOLANDA burros despedida 03

Apesar de Bram ter morrido, ele ficará entre seus amigos para sempre em espírito – suas cinzas foram espalhadas embaixo de uma imponente árvore de carvalho, na terra do santuário onde ele aprendeu, finalmente, o que realmente significa estar em casa.

Fonte: The Dodo

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.