Cabeças, peles, chifres e patas foram apreendidos dentro de um galpão em uma localidade no interior de Campo Belo do Sul - Foto: Polícia Militar de SC / Divulgação

Cabeças de animais silvestres empalhadas são apreendidas em Campo Belo do Sul, na Serra de SC

Cabeças taxidermizadas de Javali e Leão Baio foram encontradas dentro de um galpão na localidade de Rodeio da Pedra, interior do município de Campo Belo do Sul, Serra catarinense, no final da tarde de sábado (8).

No local, que é alvo de constante denúncias de prática ilegal de caça segundo informações da Polícia Militar Ambiental, também foram encontradas taxidermizadas patas, rabos, chifres, pele e outros membros de tatu, veado, javali e tamanduá.

A apreensão aconteceu por volta das 18h durante um patrulhamento realizado pela Polícia Militar Ambiental (PMA) de Lages no local, que tinha como objetivo combater a caça ilegal de animais silvestres e furto de animais na região.

Um homem, que não teve a identidade revelada, foi encaminhado à delegacia de Campo Belo do Sul e poderá responder por crime ambiental. Ao ser abordado, ele se apresentou como controlador de javalis, segundo a polícia ambiental, e teria dito que possuía armas regularizadas, que estavam guardadas no carro e dentro da residência. Dentro da casa foram localizadas uma pistola calibre .38 carregada com 19 munições, uma embalagem com outras 10 munições, que o suspeito afirmou serem seus, e uma guia de tráfego da pistola, que, segundo ele, era utilizada para competição de tiro.

Cabeças, peles, chifres e patas foram apreendidos dentro de um galpão em uma localidade no interior de Campo Belo do Sul - Foto: Polícia Militar de SC / Divulgação
Cabeças, peles, chifres e patas foram apreendidos dentro de um galpão em uma localidade no interior de Campo Belo do Sul – Foto: Polícia Militar de SC / Divulgação

Foram encontrados também uma espingarda calibre .12, dois cartuchos intactos e um deflagrado — material que sobra depois de um tiro disparado —, itens que pertenciam a um outro homem conforme informou à polícia uma mulher que estava no local. Todos os materiais foram apreendidos.

Fonte: Diário Catarinense

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.