Caçador é multado por usar cachorro para abater tatu e porco silvestre em MS

Caçador é multado por usar cachorro para abater tatu e porco silvestre em MS

Homem foi preso em flagrante no assentamento Guariroba, em Terenos. Foram apreendidos 64 kg de carne e um filhote vivo de porco-monteiro.

A Polícia Militar Ambiental (PMA) autuou e multou um caçador em R$ 3,5 mil, no assentamento Guariroba, na tarde dessa quinta-feira (15), em Terenos, a 23 quilômetros de Campo Grande. Com ele foram apreendidos 64 quilos de carne e um filhote vivo de porco silvestre.

Segundo informações da PMA, o homem de 34 anos estava com uma arma de fogo, acompanhado de cachorros. Ele já tinha matado um tatu-galinha e dois porcos asselvajados, conhecidos como porco-monteiro.

Ele também foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma. A pena prevista para o crime é de um a três anos de prisão. Além dos crimes de caça ilegal e por maus-tratos, já que usava o cachorro no abate dos animais.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.