Caçador é preso com paca abatida, arma de fogo e munição no Paraná; fotos

Caçador é preso com paca abatida, arma de fogo e munição no Paraná; fotos

A Polícia Militar Ambiental prendeu um caçador de animais silvestres neste domingo, 13, em Mandaguari (cerca de 30 quilômetros de Maringá). Durante patrulhamento na Estrada Cambota, as equipes avistaram um veículo estacionado nas proximidades, na Estrada Promessa. 

Após suspeita, os policiais ouviram um disparo de arma de fogo, vindo da área florestal. Em seguida, localizaram o caçador, que estava com uma paca abatida, uma espingarda calibre 22 – com adulteração de características -, e 12 cartuchos intactos.

Foram lavrados os seguintes documentos: notificação, auto de prisão em flagrante, Avaliação de Impacto Ambiental (AIA) e Taxa de Autorizações Ambientais Diversas (TAAD).

Veja as fotos cedidas pela Polícia Militar Ambiental:

Fotos: Polícia Militar Ambiental

Apenas nos três primeiros meses de 2020, 36 caçadores de animais silvestres foram presos na região noroeste do Paraná. No período, a polícia apreendeu 49 armas de fogo e 475 munições diversas. Além disso, sete animais silvestres abatidos foram apreendidos.

Os números são da 3ª Companhia de Polícia Ambiental, que compreende 115 municípios das regiões de Maringá, Umuarama, Campo Mourão e Cianorte.

Casos

Em Mandaguari, 2 homens foram presos em flagrante após serem flagrados caçando tatus.

Outro caçador foi preso com couro de onça-pintada. Com o homem, a Polícia ambiental ainda localizou armas que ele portava de maneira irregular. O caso ocorreu em Perobal.

Denuncie caçadores

É possível denunciar crime de caça por telefone, no 181, ou por e-mail: denunciaambiental@pm.pr.gov.br. Mais informações sobre ações do Batalhão de Polícia Ambiental – Força Verde podem ser obtidas aqui.

Por Lethícia Conegero

Fonte: GM Online

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.