Caçadores decapitam 100 cervos e deixam suas cabeças ao longo de campos espanhóis

Caçadores decapitam 100 cervos e deixam suas cabeças ao longo de campos espanhóis

Por Ted Thornhill / Tradução de Soraya de Freitas Ferreira

A polícia espanhola busca caçadores que promoveram um massacre de cervos. 100 cervos foram decapitados, provocando a ira de grupos de defesa dos direitos de animais; Transeuntes em Castilla e León tropeçaram em carcaças esquartejadas.

A polícia lançou uma busca a caçadores ilegais que decapitaram 100 cervos e deixaram seus restos mortais jogados ao longo de campos na Espanha.

Horrorizados, transeuntes de áreas de Castilla e León, região central da Espanha, se depararam com a vista macabra durante uma caminhada à tarde.

Repugnada, a transeunte Narela Hinojosa, 37, disse: ”Foi como algo tirado de um filme de terror.

Espanha decapitacao1

“Viemos a uma clareira dentro da floresta e vimos todos aqueles corpos e cabeças em toda a parte, literalmente. Eu quase vomitei, era tão nojento e o odor era insuportável. A maioria das cabeças não tinham mais seus chifres e algumas carcaças não tinham as pernas. Parecia que havia acontecido um massacre. ”

Agora, grupos de direitos dos animais se comprometeram a encontrar os responsáveis para leva-los à justiça.

Uma porta voz para o Serviço de Proteção à Natureza, um órgão público responsável pela natureza e meio ambiente, disse: ”Investigações preliminares sugerem que animais foram pegos em armadilhas na neve e enfraquecidos por falta de alimentação. Os caçadores se aproveitaram disso e mataram-nos antes de os cortarem aos pedaços.”

“Também há testemunhas que disseram ter visto pessoas dirigindo carros cheios de cabeças de cervos.”

“Esta não é a primeira vez nestas montanhas que caçadores ilegais se aproveitaram da neve e mataram animais que estavam cansados e famintos.”

“Mas esta é a primeira vez que acontece nesta escala. Este tipo de caçada é ilegal e proibido, pois os animais não têm chance de escapar.”

Espanha decapitacao2

Um porta voz da polícia disse que agora estão atrás de pistas destes caçadores.

Um caçador da região, Melito Muro Manzanares, 49, disse: ”Eles se denominam caçadores, mas isto não é caça. Isto é caça ilegal em sua forma mais bárbara e isto dá uma má reputação ao esporte. Manter um número baixo de cervos é importante ao ambiente, mas isto deve ser feito na época certa do ano, e da forma certa.”

Fonte: Daily Mail

Nota do Olhar Animal: A caça para controle populacional, defendida pelo sr. Melito, merece o mesmo repúdio que a ação brutal dos caçadores que esquartejaram os cervos. O resultado para os animais é o mesmo: a morte, a privação do direito fundamental de viver. Animais não são engrenagens ambientais.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.