Cachoeira do Sul (RS), a capital nacional da cachorrada solta nas ruas

Cachoeira do Sul (RS), a capital nacional da cachorrada solta nas ruas
Cachorrada em frente ao Tischler da Saldanha, na manhã de sábado: animais soltos disputam espaço com as pessoas no centro. (Fotos: Luis Bacedoni)

Ainda falta muito para que Cachoeira do Sul consiga resolver os problemas decorrentes dos animais soltos na rua. E ele não ocorre só nos bairros, mas atinge as ruas mais movimentadas do centro da cidade.

Na manhã deste sábado (05/11), chamava a atenção o número de cachorros deitados na calçada em frente à filial dos Supermercados Tischler, na Rua Saldanha Marinho.

Quem passava pelo local precisava ir para o meio da rua para desviar da bicharada. A concentração de animais abandonados no centro e bairros é cada vez maior.

A Prefeitura não apresenta solução e sequer tem um programa de conscientização da população. A lei é branda e não pune quem não cuida dos bichos.

Nas praças os bichos soltos representam risco à saúde pública, pois contaminam principalmente a areia onde estão brinquedos e passeios públicos.

rs_cachoeiradosul_cachorrada_solta_ruas2 rs_cachoeiradosul_cachorrada_solta_ruas3 rs_cachoeiradosul_cachorrada_solta_ruas4 rs_cachoeiradosul_cachorrada_solta_ruas5 rs_cachoeiradosul_cachorrada_solta_ruas6

Por Luis Bacedoni


Nota do Olhar Animal: A preocupação com a saúde pública é compreensível, mas a falta de sensibilidade para com a vida e bem-estar destes animais reflete uma outra “doença” que não as zoonoses. Uma doença moral, que torna as pessoas incapazes de respeitar os bichos e se compadecer de sua situação de vulnerabilidade, cegando-as sobre as responsabilidades, que são da Prefeitura mas também de cada cidadão.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.