Cachoeirenses fazem campanha para tratamento de cão agredido a pauladas

Cachoeirenses fazem campanha para tratamento de cão agredido a pauladas

Ele deverá passar por cirurgias e a mobilização acontece através das redes sociais. A campanha é iniciativa de uma das veterinárias que cuidam do animal.

Por Alissandra Mendes

Uma campanha nas redes sociais pretende arrecadar recursos financeiros para ajudar no tratamento do cachorro agredido por uma idosa de 70 anos, na manhã desta quinta-feira (28), em Cachoeiro de Itapemirim. O animal está debilitado e deverá passar por cirurgias.

A campanha é idealizada pela estudante de medicina veterinária Lyja Rodrigues. Segundo ela, o animal perdeu a visão esquerda, sofreu diversos traumatismos cranianos e quebrou o focinho e, por isso, precisará ser submetido a cirurgias de reconstituição.

“A veterinária do Centro de Zoonoses não pode fazer as cirurgias por lá, pois não há condições e aparelhos necessários. O animal precisará ser transferido para uma clínica particular, o que vai gerar despesas. Não sabemos quando ele será transferido, mas já estamos nos antecipando a fazendo a campanha”, explica. Além de dinheiro, a campanha também vai arrecadar ração, medicamentos e roupas de frio.

Lyja foi uma das responsáveis por formalizar a denúncia junto à polícia. “Vi o vídeo pela manhã e fui até à delegacia. Mostrei para os policiais, que me acompanharam até o Centro de Zoonoses e, depois, até a residência da idosa. Além desse animal, ela tem outros dois cachorros, todos mau tratados. Infelizmente, ela não ficará presa, mas agora temos que pensar na recuperação no animal”, comenta a estudante.

As doações podem ser feitas direto no Centro de Zoonoses de Cachoeiro, também pelo telefone (28) 9 9966-0365, ou através de depósito bancário. “Não sabemos quantas cirurgias serão necessárias, mas sabemos que os custos serão muito altos. Esperamos arrecadar o suficiente para que o cachorro receba todos os cuidados necessários”, completa Lyja.

Confira o vídeo:

Fonte: Folha Vitória 

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.