Cachorra com pata quebrada há uma semana precisa de ajuda em Campinas, SP

Cachorra com pata quebrada há uma semana precisa de ajuda em Campinas, SP
Lilica só foi salva devido à força-tarefa

Uma cachorrinha que foi abandonada na Vila Industrial em Campinas ficou vagando perdida pelo bairro até ser atropelada. Está com a pata quebrada há uma semana e ainda pegou a doença do carrapato. Está fazendo tratamento e precisa de ajuda para poder passar por cirurgia.

O resgate só foi possível devido à compaixão de moradores e de protetores de animais, que fizeram uma força-tarefa para salvá-la.

Raio-X da pata quebrada de Lilica
Raio-X da pata quebrada de Lilica

“Várias pessoas tentaram ligar para o Samu (animal), inclusive eu, mas o Samu até hoje não foi. Desde segunda-feira (18) a gente tá ligando. Hoje já é sexta (22), e o Samu não foi”, afirma a esteticista e maquiadora Van Tafner.

O serviço é da Prefeitura e faz parte do Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal (DPBEA), da Secretaria Municipal do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Campinas.

O Blog do Bicho também ligou para o Samu, mas sem sucesso.

Lilica precisa de ajuda para poder ser operada
Lilica precisa de ajuda para poder ser operada

BOA VONTADE

Quando soube do caso, Van fez um post no Facebook, por conta própria, e conseguiu um casal que adotou a cachorrinha.

O animal ganhou o nome de Lilica. Já fez hemograma, raio-x e está tomando remédios para doença do carrapato.

Cachorrinha já está fazendo tratamento para doença do carrapato
Cachorrinha já está fazendo tratamento para doença do carrapato

A primeira consulta veterinária, os exames e os remédios foram pagos por meio de doações, arrecadadas pelos protetores.

Van ainda começou a vender duas rifas para levantar recursos para a cirurgia. São de bolsas da marca Mônica Sanches, que foram doadas para ajudar a cachorrinha. Cada número sai por R$ 10.

COMO AJUDAR

Lilica precisa do carrapaticida NexGard, de uma caminha e de recursos para poder ser operada.

Está com consulta agendada para as 13h30 de segunda-feira (25) com o médico veterinário Mauro Pereira da Silva, da Clínica Veterinária Paiquerê Pet Center, de Valinhos.

Compadecido pelo caso, o especialista não cobrará pela avaliação.

Ainda não se sabe o preço da cirurgia porque só a análise médica apontará se Lilica precisará de pinos e placas.

O custo mínimo, entretanto, será de cerca de R$ 1 mil.

Quem quiser ajudar a cachorrinha, deve entrar em contato com Van pelo WhatsApp: (19) 99222-1551.

Por Raquel Valli

Fonte: A Cidade ON

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.