Cachorra morre após tutores viajarem e deixarem animal acorrentado em Assis, SP

Cachorra morre após tutores viajarem e deixarem animal acorrentado em Assis, SP
Voluntárias foram chamadas e registraram Boletim de Ocorrência

Na manhã deste sábado, 29, uma cachorra morreu após ser vítima de maus-tratos em Assis. O caso aconteceu em uma casa no Parque das Acácias.

Segundo duas voluntárias que foram chamadas por vizinhos da casa, os tutores da cachorrinha viajaram há cerca de 10 dias e a deixaram sozinha, acorrentada na varanda do imóvel.

“Eu ajudo animais de rua, faço o que posso, e estou me deparando com mais um caso de maus tratos que, na verdade, é um assassinato. Segundo vizinhos, a pessoa viajou há mais de 10 dias e deixou o animal amarrado. Não pediu para ninguém cuidar, trocar água, colocar comida, e também não retornou de viagem. O animal está em estado de decomposição já, o que demonstra há quanto ele estava sozinho e amarrado com uma corrente curta. Esse caso não pode ficar impune e quero justiça para esse caso. Trato de mais de 100 animais de rua e nenhum está nessa situação, que não teve sequer chance de sobrevivência”, afirma.

Segundo a voluntária Eliane de Souza, um Boletim de Ocorrência já foi registrado e ela cobra que o responsável pelo animal responda judicialmente por crime de maus tratos.

“Isso não pode ficar impune. Não sabemos do que ela morreu, se foram fogos de artifício, se foi enforcado, mas é crime amarrar um animal, principalmente deixá-lo dessa forma e viajar por 10 dias, sendo que até agora não retornou. Os fogos de artifício também causam danos, seja de audição, atropelamento, machucados, que se cortam. Até quando as pessoas vão gastar dinheiro com isso? Ajudem uma criança, um idoso, um animal, mas algo que seja positivo”, finaliza.

O Corpo de Bombeiros foi acionado, assim como a Polícia Civil, Polícia Militar e as equipes da Polícia Científica, que estiveram no local. Foi efetuada uma denúncia no Plantão Policial ao investigador Marcos Garcia, que encaminhou os fatos ao delegado Dr. Matheus Buchaim, que deliberou para elaboração do B.O com o objetivo de apurar os fatos e identificar a autoria.

Assista ao vídeo:

Fonte: Assis City

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.