Cachorra que sobreviveu a ataque de tamanduá é adotada e rifa busca custear tratamento

Cachorra que sobreviveu a ataque de tamanduá é adotada e rifa busca custear tratamento

A Laika foi resgatada pela ONG Sou Amigo em uma condição muito difícil: possivelmente abandonada na BR-277, região de Santa Tereza do Oeste, ela foi parar na área do Parque Nacional do Iguaçu e foi atacada por um tamanduá. Ela ficou entre a vida e a morte, mas depois de cirurgias conseguiu se recuperar e foi adotada pela Marina David.

“Foi amor a primeira vista, uma ligação de alma. Parecia que ela sempre foi minha”, conta.

A adoção ocorreu há 20 dias e a Marina descobriu que o tratamento da Laika deixou uma dívida de R$ 2.325 para a ONG.

“Como a alegria que ela me traz é muito grande decidi ajudar e fazer uma rifa entre amigos para arrecadar pelo menos uma parte do valor. Está me surpreendendo que muita gente que nem conheço está aparecendo para ajudar”, conta.

Cada número custa R$ 5 e o prêmio é simbólico, um fardinho de cerveja Amstel. Quem desejar contribuir pode procurar Marina pelo WhatsApp 9.9940-9000 para combinar a melhor forma para a compra.

Por Mariana 

Fonte: CGN

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.