Cachorra será sacrificada se não achar lar até sexta

Cachorra será sacrificada se não achar lar até sexta

Uma cachorrinha paralítica, que está com incontinência fecal, mas que usa fraldas, será sacrificada pelo Centro de Controle de Zoonoses (CZZ) de Hortolândia (SP), caso não encontre – até sexta-feira (26) – um lar temporário ou definitivo que possa abrigá-la.

Uma ONG está tentando ajudá-la e buscando alguém que pelo menos possa abrir um quintal para alojá-la. Mas, até agora, não conseguiu ninguém.

Encontrou um hotelzinho, mas não tem como arcar com os R$ 300 mensais de estadia, até que Dandara seja adotada.

O animal está na casa de um casal de idosos, mas será devolvida daqui a dois dias ao CZZ, que irá fazer a eutanasia.

Descaso

O pet foi abandonado, e, na rua, atropelado. Sem socorro, sofreu uma lesão medular grave e ficou paralítico.  Precisa de cirurgia para evitar o rompimento da lesão.

Caso a faça, há a chance de poder usar cadeirinha de rodas, tendo uma vida digna.  Dandara foi recolhida no CCZ, que iria sacrificá-la, mas foi resgatada por uma estudante, que já tem 6 cães resgatados das ruas.

Foi abrigada pelos idosos, que também não podem adotá-la.

Dandara tem chance de poder usar cadeirinha de rodas, caso faça cirurgia.

Desespero

“Eutanásia é indicada em casos de animais em estado vegetativo, em coma, e esse – de longe – não é o caso dela! Pelo amor de Deus, alguém pode ser o lar temporário dela? Alguém pode dar a ela a chance de realizar a cirurgia?”, roga a protetora Liliane Costa, da ONG Like Bichos.

“A cirurgia fica em torno de R$ 3 mil, e não garante que Dandara volte a andar. Mas esse é o menor dos nossos problemas agora. Precisamos de um lar para abrigá-la, evitando a eutanásia. Dandara é ativa. Come, brinca, abana o rabinho. É carente. Mas, todos os obstáculos são nada pra ela, diante do que já sofreu”, afirma Lili.

Do Bem

Hoje, a ONG está com cerca de 70 animais, entre cães e gatos. Não tem abrigo e depende de hotelzinhos e de lares para abrigar os bichos. Todos os animais – sem exceção – foram resgatados de maus-tratos. São recuperados e postos para adoção.

A ONG conseguiu uma parceria com o Shopping Parque das Bandeiras, onde faz feiras de adoção todos os sábados à tarde.

Ajuda

Quem quiser ajudar Dandara deve entrar em contato com Liliane pelo WhatsApp (19) 9-8820-2387.

Por Raquel Valli 

Fonte: A Cidade ON


Nota do Olhar Animal: “Criança será sacrificada se não achar lar até sexta”. O que você pensaria se lesse esta manchete? Seria aceitável? Achar normal sacrificar um animal igualmente senciente porque não há um lar para ele revela um grave sintoma na sociedade, em quem não se choca com isso.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.