Cachorrinha se desespera ao ser abandonada em rodovia e gera revolta: ‘O que você pretendia com isso?’

Cachorrinha se desespera ao ser abandonada em rodovia e gera revolta: ‘O que você pretendia com isso?’
Reprodução/Twitter/@paraprembhakti

Uma cachorrinha foi abandonada nessa quarta-feira (25), em uma rodovia de Campinas, em São Paulo. Milhares de pessoas se comoveram depois que uma postagem, denunciando o abandono, viralizou no Twitter.

“Ei, você do C3 prata que abandonou sua cachorra na SP-83 hoje às 11h… O que você pretendia com isso? Que ela andasse quilômetros no asfalto quente até… Até o que? Que ela fosse rapidamente atropelada? O que vocês vão dizer pros amigos e familiares? Que ela fugiu? Que adoeceu e morreu?”, escreveu Gabriela Marcello, uma das pessoas que ajudou no resgate.

Em entrevista ao BHAZ, Gabriela, que é comunicadora e vive em São Paulo, diz que passava pela rodovia José Roberto Magalhães Teixeira (SP-083), quando viu um casal, que havia testemunhado o abandono, tentando resgatar a cachorrinha. Eles tinham muita dificuldade, já que o animal estava bastante assustado. “Parei o carro e comecei a correr para tentar pegá-la, mas não consegui. Um terceiro carro então parou e quase conseguiu alcançá-la. Tudo isso correndo no sentido contrário da via”, conta.

Ela explica que o resgate só foi possível quando um quarto veículo, ao ver a correria, parou na direção em que a cachorra corria. “O motorista, de longe, viu tudo e então parou o carro. A cachorra, que corria na direção dele, pulou dentro do carro”, conta.

O animal estava bastante assustado e traumatizado. “Ela ficou com tanto medo que se urinou toda e correu tanto que perdeu uma unha”, escreveu Gabriela no Twitter. Ao BHAZ, ela conta, ainda, que um dos rapazes que ajudou no resgate passou mal. “Estava muito calor, ele até vomitou de tanto correr”, diz.

Segundo Gabriela, um carro da concessionária apareceu em seguida e o casal que testemunhou o abandono registrou o caso com a administradora. “Mas o inspetor disse que aquele era um ponto cego das câmeras, infelizmente”, conta. O casal não conseguiu anotar a placa do veículo que abandonou a cachorrinha.

O animal foi adotado por um dos casais que participaram do resgate. “Eles se apegaram, ficaram bastante sensibilizados e fizeram questão de ficar com ela”, explica Gabriela.

Por nota enviada ao BHAZ (leia abaixo na íntegra), a Rota das Bandeiras, concessionária que administra a SP-083, disse “que recebeu a denúncia de um abandono ocorrido no km 3 da rodovia José Roberto Magalhães Teixeira (SP-083), em Campinas, por volta das 11h, e encaminhou um inspetor de tráfego ao local para fazer o resgate do animal”. No entanto, eles explicam que “não foi possível fazer a identificação do veículo que abandonou o animal”.

Nota da concessionária Rota das Bandeiras

“Em resposta ao seu questionamento, a Rota das Bandeiras informa que o abandono de animais em rodovias é crime e o infrator pode ser punido com pena de 3 meses a 1 ano de detenção, além de multa. Vale destacar que as rodovias do Corredor Dom Pedro são monitoradas por 91 câmeras e as imagens capturadas podem ser usadas para identificar os infratores.

Sobre o que aconteceu ontem, dia 25, a Rota das Bandeiras esclarece que recebeu a denúncia de um abandono ocorrido no km 3 da rodovia José Roberto Magalhães Teixeira (SP-083), em Campinas, por volta das 11h, e encaminhou um inspetor de tráfego ao local para fazer o resgate do animal. Com a ajuda de dois casais que passavam pelo local e ficaram sensibilizados, a captura do animal foi realizada e, inclusive, um dos casais adotou o cachorro abandonado. Desta vez, a história teve um final feliz.

A Concessionária ressalta que, além de crime, o abandono de animais na rodovia é uma prática que implica em risco de acidentes, colocando em risco a segurança do próprio animal, além dos outros motoristas que utilizam a via.

Quando um animal é capturado no Corredor Dom Pedro, é levado para um abrigo que fica localizado na cidade de Louveira, onde recebe atendimento veterinário e alimentação até a retirada pelo dono ou até ser adotado por um novo responsável.

Apenas para complementar a informação, não foi possível fazer a identificação do veículo que abandonou o animal.”

Por Moisés Teodoro

Fonte: BHAZ


Nota do Olhar Animal: Final feliz! Veja atualização abaixo:

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.