Cachorro achado dentro de mala se recupera e já tem nova tutora, em RO

Cachorro achado dentro de mala se recupera e já tem nova tutora, em RO

Mala fechada estava em terreno baldio no município de Vilhena. Dona de casa Aparecida Souza ficou comovida e adotou Guerreiro. 

RO vilhena cao maladsc 0400

O cachorro encontrado dentro de uma mala fechada em um terreno baldio no Bairro Moisés de Freitas, em Vilhena (RO), no dia 23 de junho está se recuperando em uma clínica no município. Ele recebeu o nome Guerreiro e ainda deve ficar em tratamento por cerca de 20 dias. Após receber alta, o cão já terá um novo lar, ele foi adotado pela dona de casa Aparecida Souza Francisca, que mora em um chácara a sete quilômetros da cidade. 

Ao saber da história de Guerreiro, a dona de casa ficou muito emocionada. “Eu tive um cachorro muito parecido com ele, que morreu há alguns anos e fiquei impressionada. Como um ser humano pode ser capaz de fazer isso?”, questiona. Francisca procurou a clínica onde o cachorro está sendo tratado e disse que tem interesse em adotá-lo e sempre que pode vai visitá-lo e contribui com a alimentação de Guerreiro. “Eu senti na hora que deveria ficar com ele. Não me importa se ele vai precisar de cuidados especiais, eu quero cuidar dele”, finaliza.

De acordo com a veterinária Aliny Ripke que o socorreu, Guerreiro ainda está fraco e não está andando. “Ele ainda não consegue se firmar nas patas traseiras, mas caso não consiga andar após ter alta vamos ter que colocar uma cadeirinha para ele se locomover até que volte a andar”, diz. Ela afirma que o cachorro pode ter tido uma doença viral e os problemas de locomoção podem ser consequência. Quando chegou na clínica, Guerreiro estava com infecção urinária, infecção bacteriana e anemia.

RO vilhena cao mala7333780045433806170 nA veterinária acredita que o cachorro tenha sido vítima de maus tratos, pois estava muito assustado quando chegou à clínica. “Ele não deve ter sido alimentado, deve ter ficado um tempo sem se alimentar e sem beber água”, conta. Segundo Ripke, Gueirreiro têm respondido bem ao tratamento e já diminuiu o risco de morte.

Além da alimentação e dos medicamentos, Guerreiro recebeu várias doações, como o berço onde fica, colchonetes, lençóis, edredon e até casaco. “De hora em hora viramos ele no berço porque ele só levanta a parte frontal sozinho. Quando ele está com fome ou com sede late. Ele já está muito melhorando e logo poderá ter alta”, diz.

Rikpe afirma que continua procurando o antigo dono de Guerreiro e pede para quem tiver informações entre em contato com a polícia e denuncie através do 190 (Polícia Militar) e 197 (Polícia Civil).

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.