Tintim aguarda adoção no canil de São Leopoldo — Foto: Thales Ferreira / Prefeitura de São Leopoldo

Cachorro com deficiência abandonado em São Leopoldo (RS) tem 20 interessados na adoção

Pelo menos 20 pessoas demonstraram interesse em adotar Tintim, o cachorro com deficiência nas patas dianteiras abandonado duas vezes no mesmo dia em São Leopoldo, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Nesta segunda (6), a Secretaria de Proteção Animal (Sempa) agendou entrevistas com possíveis adotantes até a sexta-feira.

A Sempa não tem pressa em encontrar um novo lar para o cão. Para que Tintim não corra o risco do abandono pela terceira vez, o secretário Anderson Ribeiro decidiu aplicar um questionário para distinguir quem deseja e tem condições de adotar o animal de quem apenas se comoveu com a repercussão do caso.

“Ele está muito bem sob nossos cuidados e só será liberado para quem de fato merecer”, destaca o secretário.

A Sempa deve investigar se existem animais de rua ou comunitários onde a família adotante mora, se tem mais animais na casa, qual o temperamento e o porte deles, se são adotados, entre outras questões.

“É mais o aspecto social que será levado em consideração”, diz Anderson. “Não tem lógica, por exemplo, ter cinco animais em frente à casa, não dar água, não adotar, e adotar o Tintim porque ele é famoso. Primeiro adote o animal da sua rua”, diz o secretário.

“Por isso, o processo será conduzido com calma e tranquilidade e avaliado muito bem o histórico da família.”

Outro cuidado que o secretário ressalta é a exigência de um tipo de piso que se adapte às necessidades do cachorro. “Por conta da deficiência nas patas, ele arrasta muito o pescoço no chão. A casa do adotante deve ter piso frio, sem britas ou ranhuras para não machucar o pescoço dele. Queremos uma adoção consciente.”

Nas redes sociais, no perfil da ONG Ampara Animal, a atriz e humorista Tatá Werneck também demonstrou interesse em adotar o cachorro.

Comentário de Tatá Werneck. — Foto: Reprodução/Instagram
Comentário de Tatá Werneck. — Foto: Reprodução/Instagram

A 1ª Delegacia de Polícia de São Leopoldo recebeu o boletim de ocorrência e investiga o caso. Testemunhas já foram convocadas para prestar depoimento.

Segundo o delegado Ivair Matos, a polícia apura possíveis maus-tratos, crime previsto na Lei dos Crimes Ambientais, cuja pena varia de três meses a um ano de prisão e multa.

Apesar da comoção percebida pelo secretário nos últimos dias, o secretário de Proteção aos Animais espera que isso alerte para outras adoções. “O canil conta com 30 animais amputados, outros 20 com paralisia, e 10 que são cegos. Portanto, temos outros cães com dificuldades parecidas com a do Tintim que precisam de acolhimento”, sublinha Anderson.

Tintim aguarda adoção no canil de São Leopoldo — Foto: Thales Ferreira / Prefeitura de São Leopoldo
Tintim aguarda adoção no canil de São Leopoldo — Foto: Thales Ferreira / Prefeitura de São Leopoldo

A Sempa calcula que existam cerca de 6 mil cachorros em situação de rua em São Leopoldo. Desses, 300 estão no canil municipal.

Os interessados em adotar o Tintim ou outro cão devem agendar entrevista na Sempa pelo telefone (51) 3592-9981.

VÍDEO: Cão com deficiência abandonado duas vezes no mesmo dia aguarda adoção em São Leopoldo

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.