Cachorro é abandonado e corre atrás de veículo do tutor

Cachorro é abandonado e corre atrás de veículo do tutor
Cão é abandonado pelo tutor e corre atrás do carro no bairro do Carmo, dono ainda não foi identificado. (Foto: Câmaras de Segurança)

Um crime de abandono e maus-tratos foi flagrado por câmeras de segurança, no último domingo (10), no bairro do Carmo, zona sul de Araraquara.   

Nas imagens, um cachorro é visto correndo atrás de um carro após ser abandonado pelo dono na Avenida 15 de Novembro entre as ruas 12 e 13.  

A moradora Célia Maria Minguini conseguiu algumas imagens em sua câmera de segurança, mas não deu para identificar a placa do carro e agora procura outras imagens de estabelecimentos comercias próximos. 

“Eu vi pelas minhas câmeras o exato momento onde o homem joga o cachorro. Eu não estava em casa na hora. Eu fui de vizinho em vizinho onde aconteceu e uma delas disse que o cachorro gritava muito ao ser jogado para fora do carro. Estamos aguardando imagens de um mercado para ver a placa e chegar até essa pessoa”, relata.

Célia participou por 15 anos de associações de protetores de animais em Araraquara e reforça que as pessoas precisam saber que há punição para crime de maus tratos. 

Veja Vídeo

No último ano foi sancionada a Lei Sanção 14.064/20, que aumenta a punição de dois a cinco anos de prisão para maus tratos e abuso contra animais, além de multa e proibição de guarda.  

O crime de maus-tratos a animais consta no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais 9.605/98 que previa pena de três meses a um ano de reclusão, além de multa. 

“Quando a gente vê uma coisa dessa e pode ajudar, vamos até o fim para ver o canalha na cadeia, só falta a placa do carro. Sou testemunha e já fiz muita denúncia em Araraquara de maus tratos, não tenho medo”, conta.  

A coordenadora executiva de Bem Estar Animal de Araraquara, Carolina Mattos Galvão, disse que seria importante se alguém tivesse acolhido ao animal.  

“O mais importante era alguém ter acolhido esse animal pra ver se ele é chipado porque conseguimos identificar o tutor e aplicar as sanções municipais previstas, em paralelo quem fez a denúncia deve fazer um boletim de ocorrência por maus tratos”, frisa Mattos, que é advogada e militante da causa animal na cidade.  

A advogada reforça que a coordenadoria atua nas políticas públicas para animais errantes e na conscientização da população como um todo. Quando acontece esse tipo de ocorrência são aplicadas as multas previstas na Legislação Municipal desde que identificado o tutor. 

“A Lei Sansão ela trouxe o inciso 32 A que prevê aumento de punição para crimes contra cães e gatos, abandono configura maus-tratos”, encerra.

Por Amanda Rocha 

Fonte: A Cidade ON

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.