Cachorro é morto em Tefé (AM) e policial é suspeito do crime

Cachorro é morto em Tefé (AM) e policial é suspeito do crime
Câmera de segurança registrou a morte do cachorro. Foto: Reprodução

Um policial militar, identificado como Roberval, é suspeito de matar um cachorro por disparo de arma de fogo, nesta terça-feira (13/02), em Tefé (a 523 quilômetros de Manaus).

A morte do animal de origem desconhecida revoltou os moradores no beco do Bexiga, bairro Jerusalém. Um vídeo foi compartilhado nas redes sociais.

Moradores apontaram o policial Roberval como autor do crime. Foto: Divulgação
Moradores apontaram o policial Roberval como autor do crime. Foto: Divulgação

Veja o que diz a lei:

A Lei 14.064/2020 aumentou a pena para quem maltratar cães e gatos. Quem cometer crime será punido com 2 a 5 anos de reclusão, multa e proibição da guarda. Caso o crime resulte na morte do animal, a pena pode ser aumentada em até 1/3.

Dos Crimes contra a Fauna – Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998.

Art. 32. Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos:

Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa.

§ 1º-A Quando se tratar de cão ou gato, a pena para as condutas descritas no caput deste artigo será de reclusão, de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, multa e proibição da guarda. (Incluído pela Lei nº 14.064, de 2020)

§ 2º A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.

A equipe de reportagem da Rede Onda Digital aguarda posicionamento do policial e da corporação da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) a respeito do caso.

Veja o vídeo:

Por Josemar Antunes

Fonte: Onda Digital

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.