Cachorro é socorrido após ser agredido com barra de ferro em Cachoeira Paulista, SP

Cachorro é socorrido após ser agredido com barra de ferro em Cachoeira Paulista, SP
Cachorrinho após ser agredido (Fotos: Arquivo pessoal)

Um cachorro foi socorrido por uma moradora do bairro Embauzinho, na zona rural de Cachoeira Paulista, após ser agredido com uma barra de ferro na cabeça por um jovem de 18 anos.

O animalzinho morava na rua e foi brutalmente agredido na manhã do último sábado (20). A mulher que testemunhou o caso tentou conversar com o jovem, mas foi ameaçada. Ela esperou que ele fosse embora e socorreu o cachorro, que estava com parte do olho saltado para fora.

De acordo com a diretora da UPA (União Protetora dos Animais) de Lorena, Paola Giordani, a mulher que socorreu o cachorro pediu ajuda à organização para cuidar de seus ferimentos. “Com a pancada a carinha ficou muito inchada e teve uma ulceração de córnea. Acionamos os veterinários que são parceiros da UPA e conseguimos prestar socorro ao cachorrinho”.

“Ele não precisou passar por cirurgia, apenas por procedimentos para estabilizar o sangramento no olho. Um raio-x por causa das pancadas, para descobrir se houve quebradura, pois tinham vários machucados. Ele ainda está em observação, mas por enquanto evolui muito bem com colírios, antibióticos e analgésicos”, complementa Paola.

A testemunha que socorreu o cachorrinho registrou boletim de ocorrência contra o jovem que realizou a agressão, que é morador do bairro onde aconteceu o crime. Ele deve ser convocado esta semana para prestar depoimento.

sp_cachoeira_cachorro_socorrido_apos_agredido_barra_ferro_2

Adoção

O caso ganhou grande repercussão nas redes sociais e sensibilizou muitas pessoas na região de Lorena e Cachoeira Paulista. O cachorrinho, que tem entre 1 e 2 anos de idade, segue em tratamento, mas já foi adotado por uma família da cidade de Lorena, na última sexta-feira (25).

O animalzinho só sobreviveu aos ferimentos porque foi socorrido pela UPA, uma instituição que trabalha sem qualquer tipo de ajuda governamental. Toda a parte clínica foi feita por veterinários parceiros à UPA, que cobram valores bem abaixo do tradicional.

Atualmente a UPA possui cerca de 200 animaizinhos para adoção, que foram maltrarados e/ou abandonados, sendo todos eles vermifugados, vacinados e castrados. A instituição trabalha com doações e ajuda de parceiros.

Doações UPA – União Protetora dos Animais de Lorena
Banco do Brasil
Agência: 0857-5
Conta corrente: 38497-6

sp_cachoeira_cachorro_socorrido_apos_agredido_barra_ferro_3

Por Idelter Xavier

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.