Cachorro leva terçadada após caso de ameaça; policiais pagaram tratamento para o animal, no AP

Cachorro leva terçadada após caso de ameaça; policiais pagaram tratamento para o animal, no AP

Um cachorro foi ferido com um golpe de terçado após um caso de ameaça na Zona Leste de Macapá, no domingo (18). Suposto autor da lesão, um homem de 30 anos foi detido. Policiais civis que estavam de plantão na delegacia que recebeu o caso se comoveram com a situação, arrecadaram dinheiro e ajudaram a pagar pelo atendimento de urgência em uma clínica veterinária.

De acordo com o relatório apresentado pela Polícia Civil do Amapá à Justiça, o cão teve um corte e uma fratura no crânio com exposição de massa encefálica devido à lesão. O animal vai precisar de acompanhamento médico para avaliar a evolução do tratamento.

O animal foi levado por policiais militares ao Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) do bairro Pacoval, que levou também um homem detido pelos crimes de ameaça, maus-tratos a animais e, ainda, por desacato – ele teria falado palavras ofensivas aos policiais militares que o apresentou na central de flagrantes da unidade.

Os policiais civis fizeram uma arrecadação em dinheiro e levaram o animal para uma clínica veterinária, onde recebeu o atendimento.

Animal recebeu atendimento e vai precisar de acompanhamento médico. — Foto: Polícia Civil/Instagram/Reprodução

Confusão

O caso aconteceu na Passagem Santa Fé, no bairro Cidade Nova, por volta das 16h do domingo. A Polícia Militar (PM) informou à Polícia Civil que foi acionada via Centro Integrado de Operações em Defesa Social (Ciodes), para atender a um caso de ameaça e maus-tratos a um animal.

De acordo com o relato da polícia, o suspeito ameaçou de morte usando um terçado um homem de 35 anos, que estava em uma obra dentro de casa. O homem correu para outra rua, para fugir da ameaça. O suspeito, então, teria voltado para a região onde o homem mora e desferiu o golpe no animal que estava na rua.

Ao apresentar o suspeito à Justiça, a polícia detalhou que o animal é da irmã do homem ameaçado. O terçado não foi localizado pela polícia.

Suspeito foi apresentado no Ciosp do bairro Pacoval, em Macapá. — Foto: Jorge Abreu/Arquivo G1

O suspeito de 30 anos foi preso ainda no domingo e passou por audiência de custódia nesta segunda-feira (19) pelos três crimes. Por decisão do juiz Diogo de Souza Sobral, não foi decretada prisão preventiva.

O suspeito foi liberado para responder aos crimes em liberdade, mediante cumprimento de regras, como comparecer a cada bimestre no Fórum de Macapá para comprovar endereço fixo e ocupação lícita; não sair da capital por mais de três dias sem autorização da Justiça; estar em casa das 20h às 6h, todos os dias; e não consumir bebidas alcoólicas e drogas.

Por Fabiana Figueiredo

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.