Cachorros resgatados em Curitiba (PR) poderão ser adotados em live pelo Facebook

Cachorros resgatados em Curitiba (PR) poderão ser adotados em live pelo Facebook

Sozinho nesta quarentena? Que tal adotar um cãozinho? A Rede de Proteção Animal de Curitiba vai promover neste sábado (6), uma live que permitirá que os interessados adotem um cachorro. A transmissão inicia às 10h e poderá ser acessada pelo Facebook da prefeitura de Curitiba. A doação faz parte da programação da Semana do Meio Ambiente. 

A transmissão vai apresentar os animais disponíveis para adoção com a participação dos veterinários da Rede de Proteção Animal. Ao todo, serão 10 animais já castrados, desverminados, microchipados e recuperados, que foram resgatados pela ambulância de atendimento à animais de rua, após serem atropelados. Na hora da escolha do cãozinho, basta enviar uma mensagem pela rede social.

Vivien Midori Morikawa, gerente técnica do Departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna, explica que os futuros tutores poderão tirar dúvidas quanto a saúde do cachorro. “No contato, podem ser tiradas dúvidas sobre os animais e a adoção. Cada interessado recebe um questionário de entrevista, parte do processo de adoção responsável”, disse Vivien Morikawa.

Antes de buscar o animal de estimação, será feito uma análise do questionário preenchido pelo tutor. Se aprovado, no domingo (7), irá acontecer a entrega na sede do Centro de Referência para Animais em Situação de Risco (Crar), das 9h às 12h e das 13h30 às 15h30. O endereço é na Rua Lodovico Kaminsli,1381, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC).

Cães e gatos no Facebook  

Caso não consiga acompanhar a live, o interessado na adoção tem a possibilidade de encontrar na página da Rede de Proteção Animal, alguns cães e gatos que estão prontos para a adoção. No momento, são 30 animais estão à espera de um tutor (dono). E quem quiser, ainda pode marcar um agendamento para conhecer de perto o pet, para que isto aconteça, basta entrar em contato pelo telefone (41) 99963-0233.

Fonte: Tribuna do Paraná

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.