Cachorros são encontrados mortos ao lado da Gerencia de Proteção de Animais de Caruaru, PE

Cachorros são encontrados mortos ao lado da Gerencia de Proteção de Animais de Caruaru, PE

Na tarde desse domingo (27), corpos de cachorros foram encontrados dentro de sacos plásticos em um matagal ao lado do prédio da Gerencia de Proteção de Animais em Caruaru, no Agreste pernambucano. A reportagem Liberdade chegou ao local após denúncia feita por dois vendedores que tiveram seus animais apreendidos na última sexta-feira (25). 

De acordo com os vendedores, o local apresenta péssimas condições para abrigar animais, que estão sofrendo maus-tratos. Eles ainda reclamam da falta de profissionais. “Esse animais têm que ter uma vigilância diária e não tem. Esses animais da gente estão ai desde ontem. A gente encontrou aqui cadáveres amarrados dentro de sacos de rações e o próprio lixo dos vetores está jogado”, denuncia Josivaldo Pereira Pacheco.

PE caruaru 20140427 145807

O vendedor subiu no muro e viu o local cheio de fezes e animais expostos ao sol. Ele classificou o ambiente da Gerencia de Proteção de Animais de Caruaru como uma pocilga. Sem estrutura física e profissional para cuidar de animais. “Não estou acusando ninguém de matar cachorro, mas se morreram ai que os enterrem em um local adequado, não se jogue em terreno público e depois venham dizer que os vendedores é quem maltrata”, desabafa Josivaldo Pereira Pacheco.

PE caruaru 20140427 150354

Procurada, a Gerencia de Proteção de Animais de Caruaru ainda não se posicionou sobre o caso.

Fonte: Liberdade

Nota do Olhar Animal: Confirmadas as condições do canil público, os responsáveis devem ser processados judicialmente por maus-tratos. Com a palavra o Ministério Público de Pernambuco. Por outro lado, é bastante comum que criadores e comerciantes de animais não os tratem de forma melhor do que esta, atribuída ao canil público, especialmente os animais usados como matrizes. No mais, o comércio de seres sencientes é imoral por si só. A atividade deve ser banida.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.