Cachorros têm testículos arrancados em Vespasiano, na Região Metropolitana de BH

Cachorros têm testículos arrancados em Vespasiano, na Região Metropolitana de BH
Pretão e Caramelo na clínica veterinária Kit e Kat, em Vespasiano, na Grande BH — Foto: Rebeca Augusta de Araújo e Paula/Arquivo pessoal

Dois cachorros sem raça definida, mais conhecidos como vira-lata, tiveram os testículos arrancados e foram socorridos com dilacerações na região escrotal em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, na tarde desta segunda-feira (23).

VÍDEO: Cães mutilados são resgatados por policiais em Belo Horizonte

De acordo com a médica veterinária Rebeca Augusta de Araújo e Paula, que atendeu Pretão e Caramelo – nomes dados por ela – que têm aproximadamente 2 anos, os animais foram levados à clínica por policiais penais que cuidam de uma matilha que fica perto do Presídio Feminino de Vespasiano.

Elas encontraram os cães feridos ao redor da penitenciária. Não há informações sobre quem possa ter cometido o crime de maus-tratos.

“Eles estavam com a ferida aberta, sem os testículos e os sacos escrotais. Era uma ferida bem extensa, grave”, fala.

Pretão está bem depois de passar por cirurgia de emergência — Foto: Rebeca Augusta de Araújo e Paula/Arquivo pessoal
Pretão está bem depois de passar por cirurgia de emergência — Foto: Rebeca Augusta de Araújo e Paula/Arquivo pessoal

Os bichos passaram por cirurgia de emergência para limpeza e sutura dos ferimentos. Agora, estão sendo tratados com antibiótico injetável, analgésico e anti-inflamatório.

Não há previsão de alta porque a veterinária precisa do resultado dos exames de sangue, que deve sair na tarde desta quarta-feira (25) ou na quinta (26).

“Mas eles estão bem, estão andando, estão se alimentando, bebendo água. Estão ainda assustados pelo o que aconteceu com eles, mas estão bem”, diz Rebeca.

Caramelo foi socorrido por policiais penais e levados para clínica veterinária — Foto: Rebeca Augusta de Araújo e Paula/Arquivo pessoal
Caramelo foi socorrido por policiais penais e levados para clínica veterinária — Foto: Rebeca Augusta de Araújo e Paula/Arquivo pessoal

Ainda de acordo com Rebeca, os ferimentos nos animais foram causados com objeto cortante, que tem lâmina, como facão, por exemplo.

A Polícia Civil instaurou um procedimento investigativo para apurar os fatos.

Por Alex Araújo

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.