Cadáveres de cães em sacos reacendem polémica em Santa Maria da Feira, Portugal

Cadáveres de cães em sacos reacendem polémica em Santa Maria da Feira, Portugal

A descoberta de cadáveres de cães em sacos depositados num terreno com habitação desocupada, na freguesia de Louredo, reactivou uma polémica na causa animal do concelho de Santa Maria da Feira.

De acordo com os factos apurados, a macabra ocorrência foi denunciada na passada sexta-feira, partindo da “ComRaça – Equipa de Resgate Animal”, de Matosinhos, através de um vídeo publicado na sua página de Facebook (acessível em https://www.facebook.com/comracaequipaderesgateanimal/videos/632522748063315), que, alegadamente, envolve animais de um canil ilegal, situado em Canedo, e que tem por principal rosto Berta Brazão.

Acrescente-se que o pelouro do Bem-estar Animal da Câmara de Santa Maria da Feira esteve representado no local, juntamente com a GNR, e que os cadáveres dos cães estão preservados no canil municipal para posteriores perícias que venham a revelar-se necessárias para a investigação e para todo o processo.

Os contornos do caso tornam-se, porém, nebulosos, quando se tenta apurar as especificidades, desde logo o número de animais mortos que foram ali encontrados, com a “ComRaça” a falar em sete – veja-se a foto com sete sacos que publicou no Facebook – e a dizer que o técnico da autarquia que esteve no local ter-se-á deparado com uma dezena de cadáveres de canídeos.

Fonte: Diário de Aveiro / mantida grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.