Cadela de 17 anos resgatada por agentes da EPTC no Arroio Dilúvio reencontra os tutores

Cadela de 17 anos resgatada por agentes da EPTC no Arroio Dilúvio reencontra os tutores

Depois de cair no Arroio Dilúvio e ser resgatada por agentes da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), a cadela Miss está de volta à casa de sua família, no bairro Jardim Botânico, em Porto Alegre. O animal de 17 anos foi buscado pelos tutores na Unidade de Saúde Animal Victória ainda na tarde de segunda-feira (29). 

O representante comercial Luis Eduardo Maciel Soubiron, 53 anos, relata que a cadela é surda e cega, em razão da idade, e desapareceu, na noite de domingo (28), do pátio da residência, a duas quadras do arroio. Ele a procurou na região. Seu filho de 13 anos, de bicicleta, também não obteve sucesso. Até que a notícia boa apareceu na internet.

No meio da tarde de segunda, minha filha, procurando nas redes sociais, viu que EPTC resgatou ela — conta Soubiron.

Ele agradece aos que alertaram sobre o incidente (foi por dezenas de mensagens no Twitter que se soube que a cadelinha estava presa no Arroio Dilúvio), o atendimento da Unidade de Saúde Animal, ressaltando que a Miss foi muito bem cuidada, e, especialmente, a ação dos agentes da EPTC:

— Eles fizeram além da sua função, porque, em teoria, não seria problema deles, né?!

O representante comercial relata que, ao chegar em casa, Miss se alimentou e caiu no sono:

— Está super tranquila. E, por este ano, já deu de aventuras para ela.

P

Cinco azuizinhos se envolveram na operação para retirar o cachorro do Arroio Dilúvio, na Avenida Ipiranga

Por Jéssica Rebeca Weber

Fonte: Gaúcha ZH

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.