Cadela de criador resgatada por ONG após sofrer maus-tratos e mutilação estética vira caso judicial em Vilhena, RO

Cadela de criador resgatada por ONG após sofrer maus-tratos e mutilação estética vira caso judicial em Vilhena, RO
Foto: Extra de Rondônia

O Extra de Rondônia teve acesso a imagens que mostram a situação degradante em que se encontrava uma cadela pit bull, que foi resgatada pela Polícia Militar e pela ONG “Amor de Quatro Patas” no dia 23 de setembro deste ano, devido estar sendo mantida amarrada, tomando sol e chuva e sem alimentação necessária, em uma residência localizada no centro de Vilhena.

O site divulgou a situação no momento do resgate do animal, que se encontrava muito magro, porém, após a cadela ser levada para o abrigo da referida ONG, foi constatado que suas orelhas ainda apresentavam os pontos provenientes de uma cirurgia de mutilação estética, que segundo o Art. 32 da Lei 9605, é crime e pode gerar pena de 2 a 5 anos de prisão tanto para o tutor do animal, quanto para o veterinários que realizou o procedimento.

Como já divulgado na reportagem veiculada no dia do resgate, mesmo cientes do crime que estavam cometendo, os tutores do animal entraram na Justiça para reaver a posse, devido se tratar de uma fonte de renda, uma vez que não só a pit bull, como mais duas cadelas das raças chow-chow e rottweiler, também são mantidas no local na mesma situação, apenas para procriação.

No entanto, os representantes da ONG não só entraram na justiça também, para manter a “guarda” do animal já resgatado, como para a retirada dos outros dois que ainda se encontram com os tutores.

Fonte: Extra de Rondônia

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.