Cadela espancada em MG é enterrada em condomínio e moradores fazem homenagem com área de lazer para animais

Cadela espancada em MG é enterrada em condomínio e moradores fazem homenagem com área de lazer para animais
Cadela 'Ricca' foi enterrada em condomínio de Pouso Alegre (MG) após ser morta espancada — Foto: Arquivo Pessoal/Lucas Eduardo Arantes Gomes

cadela espancada em um condomínio de Pouso Alegre (MG) foi enterrada na tarde desta segunda-feira (8) e será homenageada com a construção de um espaço de lazer para pets no local. A iniciativa foi de moradores e vizinhos do condomínio que se mobilizaram com uma ‘vaquinha’ para pagar o veterinário do animal. Com dinheiro arrecadado a mais e apoio de patrocinadores, a homenagem será feita à cadela.

De acordo com Lucas Eduardo Arantes Gomes, que é síndico do condomínio, a ideia de enterrar a pequena ‘Ricca’ no local para que ‘Ricca’ seja lembrada e o caso de brutalidade não seja esquecido. 

“Foi uma grande comoção a morte e isso não poderia passar em branco, por isso foi decidido que ela seria enterrada no condomínio”, contou o síndico ao G1.

Foto da cadela ‘Ricca’ foi revelada para ser colocada nas proximidades de onde animal foi enterrado em Pouso Alegre (MG) — Foto: Arquivo Pessoal/Lucas Eduardo Arantes Gomes

Vaquinha e área de lazer
 
A pequena ‘Ricca’, que tinha apenas sete meses, foi levada com vida ao veterinário após ser espancada por um homem de 26 anos. Para que os custos médicos fossem quitados, os moradores do condomínio e vizinhos decidiram fazer uma ‘vaquinha’ para arcar com a despesa.

“Ela [cadela] foi resgatada com vida e chegamos a ver ela viva durante o tratamento. Infelizmente ela acabou não resistindo. Conseguimos arrecadar com a vaquinha mais do que o valor do veterinário, por isso pensei no espaço de lazer. O pessoal do condomínio aprovou a ideia e já temos até patrocinadores para a construção”, disse Lucas.

As despesas com o veterinário ficaram em R$ 1.850 e a vaquinha já havia arrecadado mais que esse valor para a construção do espaço de lazer. A ação ainda continua para que mais dinheiro seja obtido para a as obras do local. De acordo com o síndico do condomínio, as obras já devem ter início na próxima semana.

Vista aérea do local onde a cadela ‘Ricca’ foi enterrada no condomínio de Pouso Alegre (MG) — Foto: Arquivo Pessoal/Lucas Eduardo Arantes Gomes

“Conseguimos apoio e parcerias com empresas, inclusive uma da área de construção. Com isso, temos apoio para o material que será usado no local e também com a mão de obra”, destacou. 

O espaço de lazer para pets deve contar com piscina e brinquedos para animais. O local será aberto para pets das pessoas que estejam contribuindo com a ação e também para moradores do condomínio.

Morte de ‘Rica’ e prisão do agressor
 
Um homem de 26 anos foi preso após espancar a cadela dentro do apartamento de um condomínio em Pouso Alegre, na noite de sábado (6). A cachorrinha não resistiu aos ferimentos e morreu.

Conforme o boletim de ocorrência, a polícia foi chamada após os vizinhos ouvirem os gritos do animal, além de ruídos de pancadaria. Os próprios moradores conseguiram entrar no imóvel e resgataram a cachorrinha, que foi socorrida até uma clínica veterinária.

Homem é preso após espancar e matar cadela dentro de condomínio em Pouso Alegre — Foto: Reprodução / Redes Sociais / Terra do Mandu

Ainda conforme o boletim de ocorrência, os vizinhos do condomínio se revoltaram com gritos de “prendam o covarde”. A polícia só conseguiu prender o autor horas depois após a chegada da ex-companheira, que atualmente mora em outro endereço.

Quando a polícia entrou no apartamento, o homem estava em cima da cama, dizendo que não sabia o que estava acontecendo. Ele foi preso em flagrante. O homem foi levado para o Presídio de Santa Rita do Sapucaí. Ele foi preso com base na nova Lei 14.064/2020, de maus-tratos a animais, que prevê de dois a cinco anos de prisão. 

Por Franco Junior

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.