Cadela morre enforcada por coleira após ser amarrada pelo tutor em Itapetininga, SP

Cadela morre enforcada por coleira após ser amarrada pelo tutor em Itapetininga, SP
Cadela foi encontrada enforcada com a coleira em terreno de Itapetininga — Foto: Arquivo pessoal

Uma cadela morreu enforcada com a própria coleira após ter sido deixada em casa pelo tutor em Itapetininga (SP). Vizinhos da residência, no Jardim Bela Vista, perceberam a situação e acionaram um grupo de protetores animais neste domingo (9), mas já era tarde.

A Polícia Militar e a Guarda Municipal foram até o local e encontraram a cadela enforcada dentro de um cercado de madeira. A suspeita é que ela estava presa com a coleira e tenha tentado pular a proteção.

Um vídeo feito pelo grupo de protetores mostra o momento em que os bombeiros, que também estiveram no local, quebram o cadeado para entrar no terreno.

Terreno onde animais foram encontrados estava sujo em Itapetininga — Foto: Reproduçãi/TV TEM
Terreno onde animais foram encontrados estava sujo em Itapetininga — Foto: Reproduçãi/TV TEM

“Lamentável, triste, frustrante porque nós, como independentes, não temos autonomia para nada. Então, nós lutamos para o bem-estar, uma vida digna aos animais, e a gente se depara com um caso desse, ficamos com as mãos atadas, correndo atrás de todo mundo que pode nos ajudar”, afirma Silvia Orsi, uma das protetoras.

De acordo com a protetora que acompanhou a ação, uma vizinha viu o que estava acontecendo pelo portão e resolveu ligar pra ela. O terreno estava sujo e, além do animal morto, outros sete cachorros, sendo três filhotes, dividiam o mesmo espaço.

Os animais estavam magros e alguns usavam coleiras feitas com fio de energia. Em outro vídeo feito no local, é possível perceber que os cães estavam com fome e comem toda a ração rapidamente.

No momento em que os protetores faziam o resgate dos animais, o dono da casa chegou e conversou com a TV TEM.

Ele reconheceu que os animais não estavam em uma boa situação, mas alegou que sempre dava água e comida. O homem disse também que recolheu uma cadela já prenha da rua e, quando viu, já eram vários cachorros em casa.

De acordo com a PM, um boletim de ocorrência foi registrado e o homem vai responder por maus-tratos de animais. A pena para o crime varia de três meses a um ano de prisão e multa.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.