Cadela pit bull é agredida pelo tutor com choque elétrico em Matão, SP

Cadela pit bull é agredida pelo tutor com choque elétrico em Matão, SP
Cadela Menina foi agredida pelo tutor em Matão. na última quarta-feira (8) (Foto: Beto Garcia)

Um homem foi detido por maus-tratos a animais em Matão (SP) após dar choques elétricos em uma cadela da raça pit bull, na quarta-feira (8). Levado para o plantão policial, ele foi ouvido e liberado. O agressor vai responder pelo crime de maus-tratos e terá que pagar multa no valor de R$ 2, 5 mil. O animal foi recolhido ao canil e passa bem.

O caso aconteceu no Jardim Buscardi. Segundo a Guarda Civil Municipal (GCM), vizinhos denunciaram o caso. Uma equipe foi local e o próprio tutor da cadela, que se chama Menina, confessou a agressão.

Fio desencapado

De acordo com a GCM, o homem contou que a cadela mordeu o fio de energia de uma máquina de lavar roupas. Irritado, ele pegou um fio desencapado, conectou à tomada e colocou no focinho do animal.

A GCM e fiscais da prefeitura recolheram a cadela e a encaminharam para o canil municipal. Um funcionário do local informou ao G1 nesta quinta-feira (9) que a cadela não ficou com sequelas físicas, mas ainda está assustada. A cadela passará por tratamento e ainda pode ser destinada à adoção.

Pena de maus-tratos

De acordo com a legislação, a pena para quem fere ou mutila animais varia de três meses a um ano de reclusão, além de multa.

A pena e multa podem ser aumentadas se houver a morte do bicho. O crime de maus-tratos a animais é enquadrado pela Lei nº 9.605.

A denúncia pode ser feita via internet pela Delegacia Eletrônica de Proteção Animal (DEPA) no site da Secretaria de Segurança Pública do Estado.

Por Raquel Baes

Fonte: G1 (sob supervisão de Fábio Rodrigues)

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.