RS caxiasdosul soama thumb

Cadela resgatada em lixo no RS está em estado grave e com tumores

Animal foi resgatado por bombeiros na quinta-feira (9) em Caxias do Sul. Segundo veterinário, ela também está desidratada, mas já se alimenta.Animal foi resgatado por bombeiros na quinta-feira (9) em Caxias do Sul.

RS caxiasdosul soama

Um dia após ser encontrada ferida envolvida em cobertores dentro de um contêiner de lixo em Caxias do Sul, na serra gaúcha, a cadela resgatada está se recuperando aos poucos, mas continua em estado grave, segundo o veterinário que trata do animal. A cachorrinha foi vista na quinta-feira (9) por um morador da cidade, que comunicou o caso ao Corpo de Bombeiros, já que ela estava soterrada em meio a sacos e resíduos.

Após ser retirada do contêiner, a cadelinha foi levada à Sociedade Amigos dos Animais (Soama), uma ONG sem fins lucrativos que acolhe animais abandonados em uma chácara na cidade gaúcha. Atualmente, há cerca de 1,6 mil cães e gatos no local.

Segundo o médico veterinário Fernando Tomazzoni, que está tratando do animal, a cadelinha está desidratada e magra, com tumores de mama e com a pele do peito corroída por larvas. A boa notícia é que a cachorrinha já está se alimentando normalmente.

Para facilitar a ingestão de medicamentos, os remédios estão sendo colocados no meio da comida. Entretanto, apesar do leve progresso, a voluntária Natascha Valenti, diretora de marketing da ONG, afirma que o estado da cadela é grave e que o veterinário não sabe se ela vai resistir aos ferimentos.

De acordo com informações dos bombeiros, um morador do bairro Cinquentenário havia saído da residência para descartar o lixo e encontrou a cadela dentro do contêiner de coleta, em uma caixa com cobertores. Não há informações de como ela foi parar ali.

A ONG que assumiu a responsabilidade de tratar o bicho pede auxílio de voluntários para o tratamento dele e de outros cães e gatos. Informações sobre como ajudar podem ser encontradas no site da entidade (clique aqui ).

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.