Cadela tenta salvar filhotes queimados vivos no Piauí; polícia apura caso

Cadela tenta salvar filhotes queimados vivos no Piauí; polícia apura caso
Princesa ao lado dos filhotes que tinham nascido há cerca de uma semana (Foto: reprodução Picos40graus)

Dois graves crimes de maus-tratos a animais são investigados pela Polícia Civil do Piauí. Na cidade de Picos, a 306 km de Teresina, sete filhotes de uma cadela foram queimados vivos em uma casa abandonada no bairro Passagem das Pedras, em Picos. O crime ocorreu durante a noite e vizinhos ainda tentaram socorrer os animais diante dos latidos de socorro da mãe. 

“Foi um clamor muito grande diante do choro das cadela querendo resgatá-los. A vizinhança correu pra tentar ajudar, mas infelizmente nenhum sobreviveu”, disse uma das voluntárias da ONG Amigos Protetores dos Animais de Picos (Apapi). O caso ocorreu na madrugada dessa terça-feira (30). 

Situação da casa onde os filhotes foram queimados vivos. (Foto: reprodução Picos40graus)

“Diante dos últimos acontecimentos viemos a público declarar nossa solidariedade, cuidado e carinho a todos os animais. Aqui firmamos ainda mais o nosso compromisso em fortalecer a conscientização sobre maus-tratos e outros temas ligados a proteção animal, pedimos a todos que sejam vigilantes e atentos aos animais em situação de rua. Exigimos, que os órgãos competentes mantenham-se ativos e vigilantes. E que as devidas punições sejam efetuadas para que tais atos jamais venham a ser praticados novamente”, disse a nota de repúdio da Apapi.

A Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semam) de Picos também repudiou a tortura e  o assassinato de filhotes de cães queimados vivos e informou que vai averiguar a denúncia.  Pelas redes sociais, internautas demonstraram indignação com o crime e também comoção. 

A estudante de Picos, Marina Conrado, fez um desenho à mão em que retrata a cadela e seus filhotes. 

“Minha professora me ligou bastante sensibilizada e pediu para eu fazer um desenho. Minha ideia foi dar mais força ainda a essa causa para que esse crime não fique impune. Vi algumas fotos deles juntos antes de morrerem, juntei tudo e fiz um desenho. Infelizmente, muitos casos ocorrem aqui na cidade, seja quando batem em um animal ou jogam água. Uma situação muito triste e revoltante”, disse a estudante.

Princesa e os filhotes ganharam vida pelas mãos da estudante Marina Conrado. Foto: arquivo pessoal

Nas redes sociais da Apapi também foram divulgadas montagens de fotos dos filhotes com asas, representando anjos. Princesa, mãe dos animais, conseguiu escapar, será castrada e depois disponibilizada para adoção. 

Filhotes retratados como anjos após ser mortos. Foto: divulgação Apapi

Cão fica cego após ter olhos mutilados

Já na cidade de Luzilândia, a 234 km de Teresina, a Polícia Civil investiga crime de maus-tratos contra um cãozinho que ficou cego após tentarem arrancar seus olhos. O delegado Renato Pinheiro já instaurou inquérito para apurar o caso. 

Foto: divulgação PC-PI

“Durante o fim de semana, esse animal saiu da casa onde morava com a família porque viu a porta aberta. Quando voltou já estava com os olhos mutilados. Ele já foi levado ao hospital e o médico constatou que o cão foi mutilado quando tentaram extrair seu globo ocular. Um ato extremamente cruel”, disse Pinheiro. 

O cãozinho foi levado ao hospital veterinário da Universidade Federal o Piauí onde ficará por cerca de dez dias após ser submetido a um cirurgia. O delegado acrescenta que já existe uma linha de investigação que, no momento, não será revelada. 

Por Graciane Sousa

Fonte: Cidade Verde

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.