Cadelas, vítimas de maus-tratos, são resgatadas na Cidade Alta, em Alegrete, RS

Nesta manhã, 21 de outubro, duas cadelas foram resgatadas pela S.O.S Veterinária a pedido da Ong OPAA. Denúncias levaram a Brigada Militar, PATRAM e a Vigilância Sanitária até o local, próximo ao DAER, na Cidade Alta.

As duas fêmeas estavam debilitadas e tomadas de carrapatos. Além disso, uma delas com sequelas devido a cinomose. O tutor dos animais disse que só as alimentava conforme ganhava doações. Ele foi notificado e a audiência foi marcada para o próximo dia 07/11.

De acordo com a médica veterinária, Dileusa Alves, proprietária da S.O.S Veterinária, o homem deverá pagar uma multa de 1.200 reais e a perda dos animais.

Ela salienta que as cadelas necessitam de vitaminas. “Os carrapatos são tantos que eles migram, as coloquei em uma peça separada e a todo instante estamos retirando os bichos que estão caindo” – comenta.

Dileusa disse que as fêmeas não comem ração e foi necessário preparar comida. “Elas não gostam de ração, toda doação de fígado de boi, quirela de arroz e vitaminas são bem vindos” destaca.

Foto: Mari Saldanha e Carlen Fontoura.
Foto: Mari Saldanha e Carlen Fontoura.

A médica veterinária falou que, hoje, abriga mais de 20 cães entre machos e fêmeas. De acordo com Dileusa, a Clínica já está com espaço reduzido, diante do número expressivo de animais resgatados. Muitos por Ordem Judicial, e outros, por denúncias de maus-tratos.

“Se as cadelas não fossem resgatadas, provavelmente não iriam resistir por muito tempo” – enfatiza.

A Vigilância Sanitária solicitou uma dedetização do local onde ficavam os animais.

Foto: Mari Saldanha e Carlen Fontoura.
Foto: Mari Saldanha e Carlen Fontoura.

As duas na S.O.S.

Foto: Mari Saldanha e Carlen Fontoura.
Foto: Mari Saldanha e Carlen Fontoura.
Foto: Mari Saldanha e Carlen Fontoura.
Foto: Mari Saldanha e Carlen Fontoura.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.