Cães com suspeita de calazar são abandonados em Teresina, PI

Cães com suspeita de calazar são abandonados em Teresina, PI

PI teresina calazar1

É constante o crescimento do número de cães abandonados em Teresina com suspeita de calazar. Só nos últimos dois meses foram resgatados mais de 50 animais pelo Grupo de Protetores Patinha. Muitos tutores entregam os animais para eutanásia, o que nem sempre é o mais indicado.

“O tratamento depende da situação do animal. Em muitos casos, a eutanásia é inevitável. O tratamento não leva a cura do animal, além do que existem vários tipos de protocolo e com utilização de medicação humana. Por conta disso, ministério tem um receio de levar problema na hora do tratamento com as pessoas”, afirma Oriana Bezerra, diretora do Centro de Zoonoses da capital.

A doença atinge por ano, cerca de 500 mil pessoas principalmente em países como África, Índia e Brasil. No animal, os principais sintomas são ferimentos nos olhos, magreza, queda de pelo, unhas grandes e aumento das visceras. Já no homem, os sintomas são hemorragias gengivais, febre, queda de cabelo e cansaço.

A vacina Leishmune que estava sendo produzida foi suspensa pelo Ministério da Agricultura. O testes deram negativos. “A Leishmaniose visceral em humanos é a mesma coisa no animal, porque é tratado em humanos e no animal não é?, questiona Jéssica Almeida, presidente do grupo de protetores Patinha.

Fonte: Cidade Verde

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.