Segundo a Secretaria de Meio Ambiente, os animais resgatados não aparentam estar desnutridos, em Londrina — Foto: Ademir Santos/RPC

Cães e gatos em situação de maus-tratos são resgatados, em Londrina, PR

A Secretaria de Meio Ambiente de Londrina, no norte do Paraná, resgatou cães e gatos que estavam em situação de maus-tratos, na tarde desta sexta-feira (13).

De acordo com a secretaria, foram resgatados mais de 50 animais, que estavam dentro de uma casa, em condições insalubres, no Centro da cidade. O espaço em que eles foram encontrados estava sujo e com entulhos.

A tutora dos animais, de 50 anos, mora em um apartamento, que fica perto da casa onde os bichos estavam, segundo a secretaria. Ela disse à equipe que não queria maltratar os cães e gatos, que queria cuidar deles, mas não tinha mais condições.

Segundo a equipe de bem-estar animal, os bichos não aparentavam estar desnutridos ou machucados. A tutora deverá se explicar sobre o ocorrido e, após uma comissão avaliar a situação, ela poderá pagar multa.

A ação contou com o apoio da Vigilância Sanitária e da Guarda Municipal (GM), segundo a secretaria. Para entrar na casa, os guardas precisaram quebrar o cadeado.

A secretaria não soube informar o número exato de animais resgatados até a publicação desta reportagem.

Equipes do setor de bem-estar animal, da Vigilância Sanitária e da Guarda Municipal estiveram no local para fazer o resgate, em Londrina — Foto: Ademir Santos/RPC
Equipes do setor de bem-estar animal, da Vigilância Sanitária e da Guarda Municipal estiveram no local para fazer o resgate, em Londrina — Foto: Ademir Santos/RPC
Animais

De acordo com a secretaria, os animais que precisavam de atendimento veterinário com urgência foram encaminhados para clínicas parceiras da prefeitura, nesta sexta-feira.

Os demais cães e gatos foram levados, de acordo com a secretaria, por voluntários. Eles serão cuidados até serem adotados.

Problema

A Secretaria do Meio Ambiente informou que monitorava o problema dessa casa desde 2012. A situação estaria piorando a cada ano, após serem dadas várias chances à tutora dos animais.

Conforme a diretora de bem-estar animal, Bruna Otiveiro, foi possível entrar na casa para prestar socorro aos animais por meio de uma lei municipal, de 2019, que permite esse tipo de ação, sem o consentimento do proprietário.

Animais estavam dentro de uma casa com entulhos e sujeira, em Londrina — Foto: Ademir Santos/RPC
Animais estavam dentro de uma casa com entulhos e sujeira, em Londrina — Foto: Ademir Santos/RPC

Por Kathulin Tanan, RPC Londrina

Fonte: G1


Nota do Olhar Animal: Não temos detalhes sobre o caso, mas estrahamos a afirmação de que foram dadas “várias chances” à senhora que cuidava dos cães e gatos. Chances do que? E a ajuda para que ela pudesse cuidar e encaminhar os animais, deram também?

Protetor não é acumulador: cuidado com essa construção especista!

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.