Cães estavam em situação de extrema degradação (Divulgação/ONG Guarda Animal)

Cães pit bull são resgatados em estado crítico e ONG pede ajuda para tratamento

Dois cães da raça pit bull foram resgatados na tarde desta sexta-feira (3) em Campo Grande por policiais da Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista) e integrantes da ONG Guarda Animal. Eles estavam em estado de saúde crítico, evidentemente desnutridos, apresentando extrema magreza.

De acordo com relato da ONG no Facebook, o caso chegou ao conhecimento deles na noite de quinta-feira (2), sendo logo denunciado à Polícia Civil. Os animais estavam sendo mantidos por seu dono sem água, comida e sem abrigo contra o sol e a chuva.

A situação fez com que os policiais fossem à casa – já que a entrada dos integrantes da ONG no local poderia caracterizar invasão de domicílio – e resgatassem os dois animais, encaminhados para uma clínica, segundo explica o delegado titular interino da Decat, Wilton Vilas Boas de Paula. O dono dos cães foi autuado.

“Resgatamos eles e encaminhamos para uma clínica. Já o autor foi autuado e levado para prestar declarações sobre o ocorrido. Por se tratar de um crime considerado de menor potencial, legalmente ele assina um termo de compromisso e depois o caso é encaminhado para o respectivo juizado, onde irá responder criminalmente”, frisa Vilas Boas.

O delegado ainda diz que o dono dos cães ainda não foi ouvido na delegacia, mas que disse informalmente no momento do resgate que eles foram mantidos naquela condição pois ele estava desempregado e sem condições de manter os animais.

Na postagem feita em rede social, a Guarda Animal frisa que enfrenta dificuldades para manter os cães, pois já realiza o tratamento e estadia de outros. Assim, eles buscam auxílio de pessoas para ajudar nos cuidados, além de pelo menos um lar temporário para os animais – não apenas os dois resgatados nesta sexta.

Um dos cães é a cadela Samira, que está internada na Clinvet, debilitada e infestada por carrapatos. Ela precisa realizar vários exames e tomar vários medicamentos, além de realizar transfusão de sangue. Uma das formas de ajudar é indo diretamente a clínica Clinvet, que fica na rua Rui Barbosa, 1.218, bairro Monte Líbano.

Outra é fazendo doações em dinheiro na vaquinha online, através deste link, ou ainda com depósito em contas bancárias do Banco do Brasil (agência 3496-7, conta corrente 9316-5), Bradesco (agência 0073-6, conta corrente 0021164-8) e Caixa Econômica (agência 2228, conta poupança 00027592-9, operação: 013).

Fonte: Midiamax

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.