Cães que vivem em aterro de lixo são castrados em São João del Rei, MG

Cães que vivem em aterro de lixo são castrados em São João del Rei, MG

Ação foi tomada após número de cães abandonados crescer no local. Objetivo é castrar 28 animais para evitar a reprodução.

MG saojoaodelrey 443244caoContinua nesta sexta-feira (25) em São João del Rei, no Campo das Vertentes, a castração de 28 cães que estão vivendo no aterro controlado da cidade. A situação foi alvo de reclamações da presidente da Associação Protetora dos Animais de Barbacena, Mara Nogueira, que disse que o aterro tem se tornando uma espécie de depósito de animais abandonados.

Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura, nesta quinta-feira (24) foram castrados cinco cães machos, e a estimativa é que outros dois sejam castrados nesta sexta no Departamento de Zoonozes da Secretaria de Saúde. Na próxima semana, começa a castração das fêmeas.

Depois do procedimento, os animais serão medicados e voltarão para o aterro, já que depois da castração os cães precisam ficar soltos. No entanto, um antibiótico protege os animais de risco. Segundo a Prefeitura, não há previsão para a retirada dos cachorros do aterro da cidade.

Segundo a presidente da Associação Protetora dos Animais, o que tem contribuído para o aumento do número de cães no aterro é a inauguraçação de um condominío do Minha Casa, Minha Vida, no Bairro Tijuco. “Não é permitida a presença de animais no local. Com isso, os cães estão sendo deixados no lixão da cidade”, alegou. Mara Nogueira afirmou ainda que é impossível receber e cuidar de tantos cães porque os seis lares temporários já estão superlotados.

A assessoria do Ministério das Cidades em Brasília, responsável pelos programa Minha Casa, Minha Vida, informou à época da reportagem que não existe regra contratual que impeça o morador de ter um animal de estimação no condomínio. Informou, também, que o estatuto é votado e previsto como em qualquer um outro condomínio, através da participação dos moradores e com a coordenação de um síndico ou de uma empresa que administra as unidades.

MG saojoaodelrey 984cao2

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.