Cães são deixados acorrentados em quintais por tutores que fugiram da inundação em Louisiana, EUA

Cães são deixados acorrentados em quintais por tutores que fugiram da inundação em Louisiana, EUA

Por Christian Cotroneo / Tradução de Jade Medeiros

Conforme os socorristas fazem seu caminho de casa em casa na sequência das inundações na Louisiana, as cenas começam a se repetir.

Quintais sem vida. Casas escuras. Ninguém em casa.

Mas eles continuam fazendo chamadas nas casas durante o pós-apocalipse – as consequências do pior desastre que o país viu desde o Furacão Sandy em 2012.

Quando 30.000 pessoas abandonaram a parte sul do estado há três semanas, muitas deixaram seus animais domésticos para trás. E agora, os socorristas estão correndo para encontrá-los.

Como uma Pastora Alemã que, com cerca de apenas 17 quilos, foi inicialmente dada como morta.

EUA Louisiana cachorros acorrentados quintais2

“Ela estava coberta de lama, deitada imóvel em uma vala quando transeuntes a notaram”, Patricia Blackwood, agente de operações do Guardians of Rescue (Guardiões de Resgate), disse ao The Dodo. “Era como se ela tivesse perdido a esperança e estivesse esperando para morrer.”

EUA Louisiana cachorros acorrentados quintais3

Mas não aquele dia. Em vez disso, a cadela vai se recuperar em um abrigo de emergência.

EUA Louisiana cachorros acorrentados quintais4

“Agora o que você tem são animais saindo do esconderijo,” Robert Misseri, fundador do Guardians of Rescue, disse ao The Dodo. “Animais perambulando perdidos, machucados e famintos. Isto é com o que você tem de lidar diariamente.”

“Você chega a uma casa, não há ninguém lá. Ninguém ao redor,” ele diz. “Você pode ver cachorros que não comeram. Sem água, sem comida, nada. Apenas acorrentados.”

Mas vivos.

Na semana passada, resgatistas foram alertados de que havia três cachorros presos em um quintal. O tutor deles fugiu, deixando-os com tigelas vazias e sem meios de escapar.

EUA Louisiana cachorros acorrentados quintais5

Eles foram acorrentados aos postes por  uma boa medida.

EUA Louisiana cachorros acorrentados quintais6

Mas graças a um vizinho que lhes deu comida e água, eles conseguiram sobreviver até a ajuda chegar lá.

“Depois de avaliar a situação, o dono foi localizado e a propriedade foi cedida, e nós rapidamente fomos removê-los de onde eles tiveram que enfrentar a subida das águas, fome e sede,” diz Blackwood.

EUA Louisiana cachorros acorrentados quintais7

Mas então os resgatistas tiveram de lidar com o mesmo problema que tem atormentado o esforço de resgate de animais desde que a enxurrada começou em meados de agosto.

Para onde eles levam esses cachorros cansados e famintos?

“Tem sido realmente difícil porque não há assistência,” diz Misseri. “Os abrigos estão lotados. Eles não podem recolher os animais.”

EUA Louisiana cachorros acorrentados quintais8

Onde os resgatistas uma vez enfrentaram uma enchente, eles agora se encontram atolados por uma grave escassez de recursos.

“Até os animais serem liberados clinicamente, você não pode retirá-los do estado,” observa Misseri. “É realmente complicado. É um daqueles resgates em que, se você não tem recursos, você está realmente atado.”

EUA Louisiana cachorros acorrentados quintais9

Esses três cachorros estão entre os poucos afortunados em encontrar vagas em abrigos de emergência. Eles foram carregados dentro de caixas, e depois para os canis.

Então ganharam banhos tão necessários.

EUA Louisiana cachorros acorrentados quintais10

“Eles estão todos felizes, são cachorros amigáveis que amam pessoas,” disse Blackwood.

EUA Louisiana cachorros acorrentados quintais11

Dois deles possuem dirofilariose. Todos eles têm esperança agora.

EUA Louisiana cachorros acorrentados quintais12

Quando Misseri explica do que os resgatistas precisam, você pode dizer que não é a primeira vez que ele enumera essa lista.

“Nós precisamos de resgatistas para salvar os animais. Precisamos de transporte. Precisamos de veterinários,” disse.

EUA Louisiana cachorros acorrentados quintais13

Até mesmo os cavalos foram deixados para trás, seus donos não puderam voltar para buscá-los quando as águas subiram. Alguns acabaram permanecendo em água cheia de esgoto por tanto tempo, que sua pele infectada descascou.

“As águas podem estar retrocedendo, mas trouxeram uma enchente de animais que estão em muito necessitados”, explica Blackwood. “Abandonados, famintos, feridos e doentes. A realidade é, o tempo está passando e o Guardians of Rescue está trabalhando para vencer o relógio.”

Mas a enchente de refugiados de quatro patas continua a enraivecer-se, mesmo à medida que grupos de resgate deixam a área. E nem todos os chamados de ajuda podem ser ouvidos. Às vezes, você tem que espiar por cima dos muros.

EUA Louisiana cachorros acorrentados quintais14

Considere fazer uma doação para a missão do Guardians of Rescue de não deixar nenhum animal para trás na Louisiana.

Fonte: The Dodo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.