Cães são levados a protesto contra fogos nas Filipinas

Cães são levados a protesto contra fogos nas Filipinas
Foto: Reprodução Internet

Um protesto contra o uso de fogos de artifício levou tutores e cães às ruas da cidade de Quezon, nas Filipinas, nesta quarta-feira (28).

A ideia é alertar sobre os riscos e pedir que as pessoas evitem soltar fogos nas celebrações do Ano-Novo. Humanos e animais sofrem –com o barulho e devido à contaminação do ambiente–, afirmam ativistas.

No caso dos cães, o som dos fogos é sinônimo de terror. O resultado são tremores, salivação excessiva, falta de apetite. Alguns tentam se esconder ou fugir –e podem se machucar com gravidade.

Para minimizar os efeitos dos fogos, alguns tutores pegam no colo, outros tentam a técnica de enfaixar áreas do corpo do bichinho. Especialistas afirmam que o ideal é agir naturalmente e deixar o animal ficar onde se sentir confortável.

É importante deixar o ambiente seguro, livre de objetos que possam cair ou quebrar com uma possível agitação do bichinho, e evitar portas abertas para que ele não fuja. Para evitar problemas, identifique o cão com plaquinhas ou coleiras.

Outra dica é deixar o animal em local mais silencioso, longe de pessoas e outros cães. Abrigar o pet em uma caixa de transporte de tamanho adequado, cobrindo com tecido escuro, também pode ajudar.

Fonte: Guia Medianeira

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.