Cães têm patas quebradas e olhos furados por criminosos em Vila Velha, ES

Cães têm patas quebradas e olhos furados por criminosos em Vila Velha, ES

Um dos cachorros que vive nas ruas da Glória, teve as patinhas quebradas e recebeu o apelido de “Pula Pula” por moradores da região. Outro, teve os olhos furados por criminosos.

As denúncias de maus-tratos envolvendo animais não para de crescer na Grande Vitória. Em Vila Velha, criminosos estão agredindo, quebrando as patas e até furando os olhos de cachorros. Apelidado de “Pula Pula”, o cãozinho que teve uma das patas quebradas vive mancando pelas ruas da Glória.

De acordo com moradores, “Pula Pula” não é o único nesta situação. Outro cãozinho que também vive no bairro teve os olhos furados por criminosos.

“Eles estão quebrando as pernas do animais. Não sei como, quem, porque se eu soubesse já teria denunciado à polícia. Eles quebram as pernas da frente, de trás, eles machucam. Quando escuto o animal gritando muito, saio correndo, mas não dá tempo de ver quem foi”, disse a aposentada.

A maioria dos animais da Rua Itagipe, na Glória, estão machucados. Situação que revolta a aposentada Elza Ferreira, que ajuda os animais como pode, com água, ração e não entende o motivo de tamanha crueldade.

“Eu acho que nós voltamos aos primórdios. O ser humano é o mais desumano que existe”, completa.

A aposentada afirma que desconhece o paradeiro dos agressores e que já avisou as autoridades, mas não teve retorno.

“Na Prefeitura, a pessoa que me atendeu disse que eles só pegam para eliminar. No Zoonoses, me disseram que eles só pegam o animal que está no estágio final para eutanasiar”, afirma.

No mês de abril, a Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei que torna crime matar ou abandonar animais, com pena de até três anos de prisão. Além disso, se for comprovado o uso de violência ou veneno, as penas ficam mais duras.

ES Vitoria maustratos

Ainda de acordo com a lei aprovada pela Câmara, colocar animais em perigo ou promover rinha de cães, também é crime e está sujeito a punição. O dono do animal pode ficar preso de três meses a um ano. E em caso de rinha, a pena é de 3 a 5 anos.

Em nota, a Prefeitura de Vila Velha informou apenas que repudia todo e qualquer ato de maus-tratos a animais, e reforça que a violência contra eles é crime.

Polícia investiga agressões

Na última semana, três casos de agressões a animais foram divulgados pela Rede Vitória e repercutiram entre a população capixaba. Todos já estão sob investigação policial.

A Delegacia de Meio Ambiente investiga dois casos: uma denúncia vinda de Jardim Camburi de que os cães do bairro estariam sendo envenenados com chumbinho, e a tortura a um gato nas dependências de um supermercado em Vila Velha.

A terceira ação de violência contra os animais foi registrada na Delegacia de Goiabeiras, sobre uma gata que foi espancada até a morte no último fim de semana na região da Pedra da Cebola.

A Polícia Civil informou que está realizando diligências sobre envenenamento dos cães de Jardim Camburi; já sobre a crueldade cometida em Vila Velha, os funcionários foram identificados e ouvidos, assinaram um termo circunstanciado pelo crime de maus-tratos ao animal. O inquérito está sendo concluído e será remetido à Justiça nesta semana.

Fonte: Folha Vitória

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.