Cães usados em rinhas precisam da sua ajuda! Assine a petição para fortalecer as leis de proteção aos animais em Indiana, EUA

Cães usados em rinhas precisam da sua ajuda! Assine a petição para fortalecer as leis de proteção aos animais em Indiana, EUA
Foto: InBetweentheBlinks/Shutterstock

Para ficar claro, Indiana está longe de ser o único estado onde acontece esse tipo de atividade, e você seria ingênuo por achar que isso não está acontecendo perto de você.  Essas operações são bem coordenadas, às vezes presentes em múltiplos estados, e pessoas de todas as profissões e níveis estão sempre envolvidas.

Como Matthew Bershadkr, presidente e diretor do ASPCA explica em um artigo do Huffington Post, “Advogados, juízes, professores, treinadores de futebol do ensino médio e técnicos veterinários foram todos presos devido ao envolvimento com a prática de rinhas de cães. As pessoas envolvidas nas rinhas também abrangem fronteiras raciais e socioeconômicas”.

Agora que o USDA está proibido de divulgar informações sobre os exploradores de animais, só depende dos cidadãos comuns para organizar, ajudar esses cães e fazer de nossas comunidades lugares mais seguros para se viver. Comece familiarizando-se com as dez melhores maneiras como podemos ajudar a combater as rinhas de cães. Se você suspeitar de qualquer atividade dessa natureza, comunique imediatamente ao HSUS, 24 horas por dia, ligando para 1-877-TIP-HSUS.

E, para finalizar, nunca ofereça gratuitamente animais de estimação em sites da internet, como o Craigslist, pois esses recursos são também utilizados por organizadores de rinhas para a aquisição de cães! Essas pessoas usam argumentos convincentes para garantir que pessoas boas como você que estão procurando por animais vão oferecer aos seus cães lares confortáveis e cheios de amor, sem você ter ideia do que os espera.

É um crime em todos os 50 estados, e cães como  JaxHoneyCadenceSam, Addison, Lucy, Preston, OogyTimmy, Grace, Normm, Handsome Dan, e Mama Jade sabem que ainda existem muitas pessoas empenhadas nesse “esporte” horrivelmente cruel de rinha de cães.

Forçar cães a brigar, muitas vezes até a morte, é abominável por si só e resulta em terríveis ferimentos e sofrimento para ambos os cães, inclusive lesões profundas, fraturas e esfolamentos. Além disso, aqueles que sobrevivem à briga mas não a vencem, às vezes, não alcançam o anoitecer com vida, pois os “treinadores” normalmente reagem  a essas derrotas matando-os por enforcamento, afogamento, tiros ou ainda eletrocutando esses pobres animais.

Mas isso é somente a inacreditável e brutal ponta do iceberg.  Como principiantes, cães não são agressivos o suficiente para combater nesse tipo de briga por eles mesmos.  Eles passam fome, são privados do afeto humano e de necessidades básicas, maltratados fisicamente até cederem. O treinamento para eles também envolve o uso de “cães de isca” – cães fracos que não conhecem mais nada na vida senão o medo e a dor por serem tratados como meros instrumentos para ensinar os futuros lutadores sobre como prevalecer em uma batalha até a morte.

E não é só o bem-estar dos cães que está em jogo com esses crimes, como a Humane Society of the United States (HSUS) relata. Roubo, uso de drogas, armamento ilegal e até mesmo homicídio são comumente introduzidos nas comunidades onde estes eventos são organizados e acontecem.

Essa selvageria precisa acabar e nós temos uma chance agora para incorporar uma nova legislação em Indiana que fecharia as lacunas existentes e aumentaria as penalidades tanto para os proprietários de cães de rinha quanto para os espectadores envolvidos. Por essa razão, agora mesmo antes de ler outra página, por favor, tome este momento para incitar os legisladores de Indiana a tomarem uma ação agora (para assinar a petição, clique aqui), a fim de salvar os cães e tornar essas comunidades mais seguras.

Por Kim Smith / Tradução de Elisângela Gomes da Silva

Fonte: One Green Planet 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.