Caixa com 18 filhotes de gato é abandonada em ONG de Cuiabá, MT

Caixa com 18 filhotes de gato é abandonada em ONG de Cuiabá, MT
Animais foram resgatados após serem abandonados em frente a Ong.

Uma caixa de papelão com 18 filhotes de gatos foi abandonada em frente à Ong Cão Cuidado Cão Amor, em Cuiabá. De acordo com a responsável pela Ong, Ângela Furtado, a principal suspeita é de que os animais tenham feito parte de um ritual ou como cobaias em experiências de laboratório.

“Eles [os filhotes] não miaram em nenhum momento desde que foram resgatados. A impressão que temos é de que [eles] fizeram parte de algum ritual ou foram usados como cobaias em testes de alguma empresa de produtos de beleza”, explicou.

O abandono foi registrado no final de semana. De acordo com Ângela, que resgata animais das ruas há 21 anos, o fato dos filhotes ficarem quietos é um sinal de que os animais foram abusados de alguma forma.

Outro ponto destacado pela protetora é de que todos os gatos são fêmeas e possuem as mesmas cicatrizes: marcas no topo do crânio e no meio da coluna.

Ong diz que animais estão desnutridos e desidratados.

“São lesões pontuais. Todos possuem as mesmas lesões, sejam mais recentes ou não. Em um dos filhotes é possível ver que algo foi injetado na cabeça dele”, avaliou.

Uma veterinária avaliou o estado físico dos animais e, de acordo com Ângela, nenhum problema grave foi constatado. Os filhotes estão apenas desnutridos e desidratados.

“O caso é grave no sentido do abandono, mas o que eles precisam mesmo é de água e ração. Também não possuem nenhum problema nas cordas vocais que os impeçam de miar”, contou.

A protetora ressaltou a importância do Boletim de Ocorrência, para que o caso não volte a se repetir.

Todos possuem as mesmas lesões, sejam mais recentes ou não

“É importante registrar junto à polícia e repercutir a situação, para que isso não volte a acontecer tão rápido. Em seis anos de Ong, nunca passei por isso”, disse.

Ângela contou que para que a organização precisa de doações de patê e ração para filhotes, além de tapetes higiênicos.

“Não temos previsão de quanto ficará o tratamento veterinário dos filhotes e não temos recursos financeiros. Devemos muito e não são todos os veterinários que atendem o animal sem uma garantia”, desabafou.

Os interessados em ajudar a Ong, podem entrar em contato pelo telefone (65) 9.9962-2955.

Por Bruna Barbosa 

Fonte: Midia News 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.