Câmara analisa Programa de Castração Móvel em Goiânia

Para tentar controlar a população de animais em situação de rua em Goiânia, a Câmara de Vereadores deve analisar em agosto, após o recesso parlamentar, projeto de lei que propõe a criação do Programa de Castração Móvel. A iniciativa é de autoria da vereadora Cida Garcêz (SDD) e foi discutida em audiência pública realizada em maio deste ano com a participação de membros do Centro de Zoonoses, Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA), Delegacia de Meio Ambiente, Ibama, Universidade Federal de Goiânia (UFG), Conselho Regional de Medicina Veterinária, Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Associações de Proteção aos Animais.

Pelo projeto, a Prefeitura de Goiânia deverá disponibilizar um veículo equipado com material e pessoal técnico habilitado para realizar as castrações cirúrgicas dos animais. O veículo percorrerá todos os bairros da Capital de acordo com agendamento prévio e divulgação, para conhecimento da população que estiver interessada na castração dos animais.

Parcerias

Segundo o projeto de lei, o poder público poderá celebrar parcerias com instituições de ensino veterinário, bem como com organizações não governamentais (ONGs) de proteção animal. Dados do Centro de Zoonoses de Goiânia revelam que na Capital existe uma população de aproximadamente 200 mil animais, a maioria deles cães e gatos, abandonados pelas ruas.

“Goiânia necessita de política pública que venha coibir o crescimento acelerado de animais na rua. O controle por meio da castração é uma medida, tanto de proteção aos animais quanto à saúde dos cidadãos”, ressalta Cida Garcêz. A parlamentar explica ainda que a grande população de animais pelas ruas os levam a sofrer maus-tratos, bem como a adquirir doenças, passar fome e frio.

Fonte: Diário da Manhã

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.