Câmara de Teresina discute deficiências na rede de proteção a animais

A Câmara Municipal sedia, nesta terça-feira (02), uma audiência pública para tratar dos maus-tratos a animais e a falta de cumprimento da lei que regulamenta as denúncias por telefone, através de um número gratuito, e a implementação de uma infraestrutura adequada para o controle de natalidade e conscientização da população contra o abandono.

A proposição da audiência foi feita pela vereadora Teresa Britto (PV). É dela também a autoria da lei. “A população carente não tem condições de pagar por certos serviços médicos e o poder público oferece apenas a vacinação contra a raiva. Estamos cobrando que a prefeitura efetivamente coloque para funcionar as políticas públicas para o controle da natalidade animal, campanhas de incentivo a adoção. Estamos também tentando cobrar que a prefeitura não faça a eutanásia de animais sadios”, afirma a parlamentar.

Teresa vem acompanhando de perto o trabalho do Centro de Zoonoses e verificou uma melhoria no tratamento aos animais. Segundo a vereadora, a situação melhorou. “Eles colocaram abrigos para os animais, foi regularizada a água, eles construíram uma rampa para o desembarque dos animais. A estrutura melhorou, mas precisamos avançar com as campanhas de conscientização”, diz.

Foram convidados para a audiência pública representantes da Apipa, do Centro de Zoonoses, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, das Superintendências de Desenvolvimento Urbano, da Secretaria de Saúde do município, Ibama e Ministério Público do Estado.

Fonte: Cidade Verde

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.