Câmera flagra momento em que mulher abandona gatos em rua de Ribeirão Preto, SP; VÍDEO

Câmera flagra momento em que mulher abandona gatos em rua de Ribeirão Preto, SP; VÍDEO
Ao menos cinco gatos saem de saco que estava no porta-malas do carro. Foto: Reprodução/EPTV

Câmeras de segurança flagraram o momento em que uma mulher abandona ao menos cinco gatos na Rua Egídio Bacalá, no Jardim das Palmeiras, em Ribeirão Preto (SP). O caso aconteceu na última terça (13), mas as imagens foram divulgadas nesta quinta-feira (15). Veja no vídeo.

Pela gravação, é possível ver a mulher estacionando e descendo do carro às 19h40. Na sequência, ela vai até o porta-malas, pega o que parece ser um saco plástico e começa a despejar os animais na rua.

VÍDEO: câmera flagra momento em que mulher abandona gatos em rua de Ribeirão Preto, SP

Os gatos então saem correndo e se dispersam. Depois, a mulher entra novamente no carro e vai embora. Toda a ação dura menos de um minuto.

Cristiane Aparecida da Silva, que mora em uma casa próxima ao local, destacou a indignação dos moradores e falou que já tentou pegar os animais, mas não conseguiu.

“Jogou fora como se fosse um lixo. A gente está muito indignado com isso. A gente tentou procurar, pegar eles, mas eles estão muito ariscos, não sei se estavam tendo maus-tratos com ela. Então a gente não conseguiu pegar eles. Mas estamos colocando ração, aguinha, para ver se eles se aproximam mais, e a gente poder pegar”, disse.

Crime de maus-tratos

Representante de uma ONG que cuida dos animais em Ribeirão Preto, Regina Maria da Silva espera conseguir novas imagens para registrar um boletim de ocorrência, na tentativa de localizar a mulher que abandonou os gatos.

Regina explica, ainda, que o abandono pode ser caracterizado como maus-tratos, crime que prevê pena de dois a cinco anos de reclusão. A pena é aumentada de um sexto a um terço se o crime causar a morte do animal.

“Além do abandono do incapaz, tem o maus-tratos, sim, porque esses bebês foram praticamente tirados de dentro de uma casa, tirados da mãe e estão jogados por aí, sem ter alimento, abrigo, correndo riscos de envenenamento, de atropelamento, porque estão apavorados.”

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.