Câmeras de monitoramento registram mulheres abandonando cadela amarrada em árvore no litoral de SP

Câmeras de monitoramento registram mulheres abandonando cadela amarrada em árvore no litoral de SP
Mulheres amarraram cadela e foram embora. Ação foi registrada por câmera de monitoramento de uma casa da região — Foto: Reprodução

Câmeras de monitoramento flagraram o momento em que duas mulheres amarram uma cadela filhote em uma árvore e vão embora em uma rua sem movimento de Praia Grande, no litoral de São Paulo. O animal foi resgatado no dia seguinte, por moradores da região, que procuram uma família disposta a adotá-la.

Nas imagens, é possível ver o momento em que as duas mulheres andam por ruas do bairro Jardim Imperador, trazendo um cachorro preso em uma coleira, no domingo (8). Elas entram na Rua Imperatriz Leopoldina às 21h30, onde amarram a cadela à uma árvore pequena e vão embora em seguida.

A situação do animal só foi percebida pelos moradores do bairro no dia seguinte, na segunda-feira (9). Uma moradora viu e, não conseguindo retirar a cadela, chamou a aposentada Margareth Mendes Sanches, de 52 anos, conhecida pelo seu trabalho como protetora de animais.

Cadela foi deixada amarrada em árvore em Praia Grande, SP — Foto: Arquivo pessoal/Meg Mendes

Ao G1, Margareth disse que a cadela foi encontrada enroscada na coleira em volta da árvore, bastante agitada. Além disso, com ela, estavam um pote de ração e um de água. “Ela estava com recém banho e tosa, vinda de pet shop. Não encontramos indícios de maus-tratos, apesar do abandono”, explica.

Assim que a levou para casa, a aposentada chamou uma veterinária para avaliar o animal. Trata-se de uma cadela vira-lata, de aproximadamente sete meses de idade. Não está machucada, mas um pouco carente depois de ter sido abandonada, segundo a aposentada.

O caso ainda não foi apresentado às autoridades policiais porque, segundo a aposentada, ela espera conseguir identificar as autoras do abandono para adotar os procedimentos cabíveis. 

Adoção
 
Vídeo: Cadela resgatada se adaptou ao lar temporário rapidamente.

“Ela se adaptou rápido aqui em casa. Super tranquila e, onde estou, ela está atrás. Muito carinhosa e quase não a ouvimos latir”, diz Margareth, que procura um novo lar para o filhote. Ela acredita que, pela proximidade do abandono com sua casa, as pessoas que amarraram a cadela sabiam que ela a resgataria.

“Acredito que elas tentaram deixar mais perto da minha casa, mas tenho câmeras. Então, deixaram onde acreditavam que não estavam sendo gravadas”, explica.

Os interessados em adotar a cadela podem entrar em contato com Margareth pelas redes sociais ou pelo telefone (11) 96990-2215. Ela diz, ainda, que a cadela se adapta com facilidade a ambientes com outros animais, já que está atualmente em uma casa com 16 outros cães resgatados e não apresentou estranheza.

Por Juliana Steil

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.