Campanha antirrábica quer vacinar 46 mil animais em Santarém, no PA

Estado não registra casos de raiva humana há mais de 10 anos (Foto: Reprodução/TV Fronteira)
Estado não registra casos de raiva humana há
mais de 10 anos (Foto: Reprodução/TV Fronteira)

Para manter erradicada a raiva animal e humana em todo o Pará, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) começou a distribuir as doses da vacina que combate a doença. Para Santarém, foram disponibilizadas 49 mil doses. Segundo o coordenador da Divisão de Vigilância em Saúde (Divisa), João Alberto Coelho, a meta é vacinar 46 mil cães e gatos das áreas urbana, rural e planalto do município.

De acordo com a veterinária do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Santarém, os donos de cães e gatos já podem levar os animais até o órgão para tomarem a vacina. “A vacina já chegou, e de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h, ele pode trazer o animal saudável que tenha a partir de três meses de idade tanto cão como gato”, explicou.

Santarém recebeu todas as doses de uma só vez, diferentemente dos demais municípios do Baixo Amazonas que receberão por etapas. “Existe uma necessidade de começar logo essa vacinação dos animais e Santarém já recebeu as doses na sua totalidade para vacinar cães e gatos, enquanto os demais municípios vão receber por etapas, de forma que até o dia 12 [de novembro] todos devam receber na sua totalidade”, ressaltou o técnico de zoonoses da Sespa, Walter Costa.

Dia ‘D’ de vacinação

Seguindo o calendário do Ministério da Saúde, o Dia “D” de vacinação dos animais ocorrerá em todo o país no dia 12 de novembro. Em Santarém, serão aproximadamente 110 postos e cerca de 600 profissionais realizando a cobertura vacinal na área urbana.

Estado não registra casos de raiva humana há mais de 10 anos (Foto: Reprodução/TV Fronteira)

Estado prioritário

O Pará é o estado que tem prioridade para receber as doses da vacina antirrábica por ter registrado casos de raiva humana em 2004 e 2005. Apesar de todos esses anos não ter nenhum registro da doença é preciso que todo mundo vacine seus animais, por conta da eventual transmissão da doença também por morcegos.

“Nada garante que nós não tenhamos um caso de raiva em um animal, então é importante que cada município possa cumprir as suas etapas, a sua obrigação que são as metas estabelecidas pelo governo”, enfatizou o técnico da Sespa.

Serviço

O Centro de Controle de Zoonoses fica localizado na Avenida Moaçara, bairro Aeroporto Velho. O horário para a vacinação de animais é de 8h às 17h, de segunda a sexta-feira.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.