Campanha ‘SOS Peixe-Boi’ preserva vida do animal na costa alagoana

Campanha ‘SOS Peixe-Boi’ preserva vida do animal na costa alagoana

AL peixe-boi

O Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Aquáticos (CMA), órgão ligado ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), promove uma campanha para preservação do peixe-boi. A iniciativa começou em novembro e segue até 19 de dezembro, percorrendo todo litoral alagoano, além de Pernambuco e Paraíba.

Durante a ação, batizada de “SOS Peixe-Boi”, será distribuído material informativo, além da realização de palestras em escolas, colônias de pesca e associações comunitárias. Haverá ainda visitas a prefeituras e órgão públicos e encontros com lideranças locais. A iniciativa passará por municípios atendidos pelos Arranjos Produtivos Locais (APLs) Turismo Lagoas e Mares do Sul e Turismo Costa dos Corais.

Em Porto de Pedras, cidade atendida pelo APL Turismo Costa dos Corais, está localizada uma unidade de conservação do mamífero, a única no País a fazer a reintegração do animal ao seu habitat. O município também abriga a Associação Peixe-Boi de Condutores, grupo apoiado pelo APL que trabalha com o turismo ecológico voltado à observação e contato com a natureza e os animais, incluindo o peixe-boi.

De acordo com a gestora do APL Turismo Costa dos Corais, Larissa Borsato, a ação é importante, pois sensibiliza a população e os turistas sobre a forma correta de tratar o animal. “É preciso transferir o conhecimento sobre a causa para as pessoas, o peixe-boi é dócil, não é um mamífero violento e deve ser preservado, já que faz parte do ecossistema local”, explica.

Para o vice-coordenador do Projeto Peixe-Boi, José Ulisses Santos, o apoio dos cidadãos e representantes de órgãos locais é fundamental para o sucesso da campanha. “Só conseguiremos avançar de verdade na preservação, por meio da colaboração das pessoas. Não há possibilidade de monitorar todos os mamíferos, já que eles acabam se espalhando bastante”, avalia.

O especialista também enumerou alguns cuidados importantes quando as pessoas estiverem em contato com o peixe-boi. “Não pode alimentar, oferecer água ou interagir com o animal, pois eles tendem a se domesticar e não cumprir o papel biológico de reprodução e esta é a única forma de evitar a extinção da espécie”, orientou José Ulisses.

Outra orientação é quando alguém encontrar o mamífero na areia da praia, por exemplo, não tentar devolvê-lo ao mar, mas ligar para a sede do Projeto Peixe-Boi, no telefone (82) 3298-1388. “Desta forma, algum profissional poderá avaliar estado do animal e tomar as medidas cabíveis”, explicou.

Fonte: Aqui Acontece

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.