Canil clandestino é fechado e 18 cães em situação de maus-tratos são resgatados em Pinhais, PR

Canil clandestino é fechado e 18 cães em situação de maus-tratos são resgatados em Pinhais, PR

Um canil clandestino foi fechado, na manhã desta quinta-feira (31), no bairro Jardim Claudia, em Pinhais, região metropolitana de Curitiba. No local, foram resgatados 18 cães das raças Shitzu e Yorkshire, que viviam em situação de maus tratos. Uma mulher de, 46 anos, responsável pelos cachorros foi autuada em flagrante por crime de maus-tratos contra animais.

Em Curitiba, uma lei proíbe que a capital tenha canil e ela está sendo estendida para a região metropolitana, como explicou o delegado Matheus Laiola, da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA).

“A lei prevê que não pode ter canil na zona urbana de Pinhais. Como o município não tem zona rural, a interpretação é que não pode ter canil. Com a lei sancionada em Curitiba, os canis acabaram sendo afastados para a RMC. A Prefeitura de Pinhais verificou a possibilidade de uma lei nos moldes da capital e ontem se iniciou essa parceria entre a DPMA e a Prefeitura do município”, explicou o delegado.

Segundo o delegado, na primeira fiscalização eles encontraram o canil com ausências do alvará e os animais em condições insalubres. “Foi dado voz de prisão e os animais recolhidos. Os cães estavam ausência de sol, em um local sem adequação para se proteger da chuva. Estavam magros, com doença de pele, problema dentário, fatores que caracterizam maus tratos”, explicou Laiola.

A suspeita foi encaminhada para a delegacia e os animais encaminhados à uma instituição para os devidos cuidados.

Parceria

A protetora Daniele Guimarães, que participa de uma rede de proteção ao animal do município de Pinhais, diz que esse trabalho mostra a expansão do trabalho que está sendo feito no município com relação aos maus-tratos.

“Temos uma equipe de fiscalização que recebe em média de cinco denúncias por dia. Essa equipe vai ao local e, constatando o maus tratos e local insalubre, faz a fiscalização e autuação. O que é inédito para nós é a parceria com a DPMA, que para nós é importantíssimo”, disse Guimarães.

Por Maycon Corazza

Fonte: CGN

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.